Simone Soares
Simone Soares (Divulgação)

No ar em Apocalipse, Simone Soares está vibrando com sua atuação como Joice, ex-mulher de Dylan (Marcelo Valle), no folhetim. Os dois se separaram depois da suposta morte do filho do casal, pois não suportaram tamanha perda. Anos depois, os dois se reencontram, e descobrem que o filho do ex-casal, na verdade foi trocado na maternidade. Depois de uma busca implacável, Joice vai finalmente reencontrar o filho, Noah (Raphael Sander) e rolará muita emoção nos capítulos que vão ao ar essa semana. Nessa entrevista ao Observatório da Televisão, a atriz conta um pouco como foi a experiência de atuar em mais um folhetim bíblico na Record.

Como foi essa volta para a Record? E que coincidência né? Foi na emissora que você fez sua primeira novela, A História de Ester.

Verdade, acho que nada acontece por acaso. Tenho um carinho enorme pela Record. Fui muito bem recebida por todos, elenco, direção, maquiagem, técnica. Tem muitos profissionais com quem já trabalhei na Globo. Então é muito bom reencontrar pessoas. Me sinto em casa.

Acha que as novelas bíblicas já passaram a ter um lugar bacana na teledramaturgia?

Acho as novelas maravilhosas, super bem feitas, com elenco incrível e com certeza já garantiram seu lugar. Nas ruas escuto muitos elogios às produções bíblicas.

Confira o que acontece em Apocalipse de 12 a 16 de março

Como se preparou para viver a Joice? Como a descreveria?

Quando me passaram o perfil do personagem, ele falava que Joice era judia e teria se separado do marido por não suportar a perda do filho. Então comecei a assistir à novela todos os dias e estudar os conflitos dos personagens. No perfil do personagem não estava claro como ela e Dylan haviam perdido o filho. Então eu logo pensei que esse filho poderia estar vivo. E, pra nossa surpresa, foi isso que aconteceu. Em todos os personagens que eu faço eu procuro estudar, entender e fazer com muita verdade. Mergulho mesmo nas emoções. Pra mim não importa o tamanho do personagem, se ele entra no meio da novela ou é apenas uma participação especial. Faço todos com muito amor, sabe por que? Porque eu amo muito atuar, dar vida aos personagens, fazer as pessoas rirem ou refletirem. Desde pequena quando fui Emília no Teatro escola lá em Taubaté, onde nasci, senti que o que me move na vida, o meu grande sonho sempre foi ser atriz.

Como bate para você a luta da personagem na luta por reencontrar o filho que julgava morto? Sendo mãe, você deve se solidarizar ainda mais com a dor da personagem né?

Nossa, que emoção forte! Imagina depois de 20 anos descobrir que seu filho tá vivo. Como mãe fico ainda mais envolvida e me solidarizo com todas as mães que perdem seus filhos, acho que não existe dor maior. Filho com certeza é o maior amor da vida de uma mãe. Mas no caso da novela, está muito emocionante o encontro da família.

Joice engrena uma busca implacável atrás do filho. Acha que por amor a um filho vale tudo?

Joice vai descobrir que seu filho foi trocado na maternidade e está vivo com outra família. Será uma cena muito emocionante, chorei muito quando recebi o capítulo e mais ainda quando fui gravar. Eles vão voltar a Jerusalém para encontrar o filho, mas o destino reserva uma surpresa e muita emoção nesse reencontro.

Sua filha Luana tem assistido à novela? Como é a sua relação com ela no dia a dia? O que mais tem orgulho nela e o que considera fundamental na formação de um filho nos dias de hoje?

A Luana tem assistido e se emocionado comigo. Acho que ela puxou esse lado sensível e emotivo da mãe. Nossa relação é de muito companheirismo no dia a dia. Conversamos muito e eu faço questão de estar presente em tudo. Levar à escola, ao médico, fazer unha… Tenho muito orgulho da determinação, pontualidade e responsabilidade que a Luana tem. Ela tem uma rotina escolar muito intensa, faz muitos cursos, ballet, sapateado, piano, canto, inglês… E nunca deixou de fazer nenhum dever e nunca tive nenhuma reclamação dela na escola. Também nunca precisei ficar no pé dela para estudar; ela é muito responsável. Agradeço muito pela educação dela.

A personagem cresceu bastante na trama … Você se surpreendeu com esse desdobramento?

Eu sempre entro acreditando que o personagem vai crescer, sou otimista e peço muito a Deus. A cada capítulo, cada cena, cada fala eu agradeço. Mas fiquei surpresa com desdobramento da trama.

Os cenários são grandiosos e a Jerusalém do folhetim impressiona …. O que mais tem curtido na trama. no texto de Vivian, enfim, na casa nova? Acompanha as histórias dos outros personagens?

To muito impressionada com o texto da Vivian, ela escreve de uma maneira tão fluente, verdadeira. Fiquei muito impressionada também com os cenários, tanto do estúdio como da cidade cenográfica. Fiquei emocionada quando gravei pela primeira vez em Jerusalém.

Como esta sendo a parceria com Marcello Valle em cena e nos bastidores? E com os colegas de modo geral?

Nossa que presente está sendo gravar com o Marcelo Valle, ele é simplesmente incrível, ótimo companheiro de cena, estudioso, dedicado, pontual, generoso, amigo, agradável. A cada cena o admiro mais. O elenco todo da novela está sendo muito generoso comigo. Fui muito bem recebida por todos e recebi um elogio de uma atriz que sou muito fã, a Bia Seild. Que linda e que generosa ela foi, nossa chorei de emoção! Obrigada.

Já tem alguma negociação para integrar o elenco de outras produções da Record ou mesmo fora da emissora?

Eu estou sempre à disposição de um bom personagem. Ainda não sei o que me espera, mas to pedindo e entregando a Deus.

Você é noveleira? O que mais curte ver na TV?

Eu adoro novelas, se puder assisto a todas. Amo filmes e também adoro programas de humor. Acho que somos muito privilegiados com humoristas, tenho muito orgulho de ter feito Megatom, com Tom Cavalcante, e Ô Coitado, com Moacir Franco e Gorete Milagres.

Você está completando 20 anos nas telas, inúmeros trabalhos no currículo e passagem por varias emissoras. Que balanço faz da carreira?

Nossa, 20 anos de carreira, tô ficando velha (risos). Sou muito grata por conseguir permanecer na carreira. Amo minha profissão. Mas é muito difícil ficar sem personagem. Mas me sinto feliz e realizada, olhando pra minha criança e vendo que estou conseguindo realizar seus sonhos. A cada comentário, elogio que recebo sinto que estou no caminho certo. Só Peço a Deus saúde, proteção e que me liberte de todos males, para que eu possa levar muita alegria e esperança para as pessoas.

Os 40 anos também são um marco em termos de maturidade , tanto pessoal como profissional né?

Nem me fala. 40 anos, tô sentindo as mudanças, na pele, cabelo, mas tem coisas que só a maturidade traz. Confesso que estou me sentindo muito mais madura profissionalmente, mais segura.

E qual seu segredinho para manter-se linda e com um corpo escultural aos 40? – Tira sempre um tempo para se cuidar, faz dieta e exercícios?

Meu segredo é a qualidade de vida, sem exageros. Busco o equilíbrio em tudo. Acho que somos o somatório do que pensamos, fazemos e comemos. Então procuro me alimentar bem, ter bons pensamentos, fazer sempre o bem, não importa a quem. Tenho muitas alergias alimentares então procuro olhar o lado positivo de tudo. Por conta dessas alergias tenho uma dieta restrita, mas procuro comer muita salada, frutas e legumes e minha bebida favorita é a água. Faço exercícios 2 a 3 vezes na semana.

Você também tem um perfil empreendedor, produziu a peça Compulsão, uma festa para o público teen no Rio… Acha que hoje em dia é importante o artista trabalhar nessa direção também?

Acho que o artista tem que se produzir. Quando conheci o texto da Regiana Antonini me apaixonei, senti que precisávamos falar sobre Compulsão, fiz uma personagem compulsiva por sexo, foi um desafio, mas fiquei muito satisfeita com a resposta do público. Até hoje me lembro dos aplausos em cena aberta.

Tem algum projeto de cinema e/ou teatro para este ano?

Este ano tenho alguns projetos, mais ainda é segredo.

No mês das mulheres, como vê a situação das trabalhadoras das mais diversas áreas no nosso país e que dica daria para a muherada que sonha com a carreira artística?

Tenho muito orgulho por ser mulher, nós mulheres conseguimos nos dividir em vaárias mulheres. Só as mulheres têm um sexto sentido, uma leveza, sutileza. Tenho muito orgulho das mulheres fortes. A dica que eu daria: “nunca desista dos seus sonhos. Acredite, por mais que digam que você não vai conseguir, que você não é boa, bonita o bastante. Por mais que digam que seu sotaque é de caipira, que sua voz é muito grossa. Acredite em você, acredite nos seus sonhos. Tenha fé em Deus”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui