Isabel Fillardis
Isabel Fillardis é eliminada do Dancing Brasil 3 (Divulgação/RecordTV)

Um dos destaques da atual temporada do Dancing Brasil, a atriz Isabel Fillardis deixou a competição apresentada por Xuxa na última quarta, 07/03. Em edições anteriores, Isabel foi parar na zona de risco, mas graças ao carinho do público foi salva. Uma das apresentações mais emocionantes da atriz foi dançar ao som da trilha do longa O Guarda Costas, de Whitney Houston.

Veja também: “A Record acreditou em mim”, afirma Xuxa sobre o Dancing Brasil

Isabel é reconhecida por conta de suas personagens em tramas da Globo, como Renascer, Força de um Desejo, entre outros folhetins. Em entrevista ao Observatório da Televisão, a atriz fala das dificuldades que enfrentou no reality da Record: “A maior dificuldade foi fazer parecer fácil, a parte técnica das danças clássicas. Saio do Dancing com a certeza do dever cumprido”, afirma.

Confira!

Quais foram as suas maiores dificuldades no reality?

A maior dificuldade foi fazer parecer fácil, a parte técnica das danças clássicas. (Risos)

Você chegou a ir pra zona de risco, mas o público vinha apostado muito em você. O que acha de tudo isso? O que atrapalhou o seu desempenho? 

Ir para a zona de risco faz parte do jogo. Eu fui quatro vezes!!!! Um feito eu achei. (risos). Um sinal de que o público queria ver a minha evolução.

Na penúltima apresentação você foi bem, mas sua equipe, branca, no geral não e isso lhe levou pra zona de risco… Ficou chateada? Quais as lições que você tira ao ir pra zona de risco?

Trabalhar em equipe é sempre uma tarefa árdua, mas nós conseguimos em pouco tempo fazer um trabalho lindo! Com muita compreensão e paciência uns com os outros. O que resultou naquela alegria, que o público acompanhava no ar. A zona de risco é como a vida: às vezes a gente ganha, às vezes perde. Vivendo e aprendendo a jogar. (risos).

Como foi realizar uma apresentação em grupo? 

Trabalhar em equipe é sempre uma tarefa árdua, mas nós conseguimos em pouco tempo fazer um trabalho lindo!

Como a sua família acompanhou o programa? 

Minha família sempre está comigo nas minhas empreitadas, a base para realizar a minha paixão na vida, que é atuar, seja no canto, na dança ou na representação.

Em uma das edições você preferiu não ouvir um vídeo com seus filhos para não se emocionar…

Sou muito profissional, e concentração é fundamental antes de entrar em cena, ouvir um VT onde falava de uma das coisas mais importantes na minha vida poderia me desconcentrar.

O quanto a dança agregou à sua carreira?

A dança acrescenta e agrega valor a minha arte. Eu faço o musical: Lapinha, que conta a história de vida de uma atriz e cantora lírica do século 18. Conhecer mais a dança, com certeza vai aprimorar meu desempenho nos próximos espetáculos.

Qual apresentação mais te emocionou?

O Guarda Costas e a valsa.

A dança te ajudou a deixar vícios, como fumar, ou te ajudou em questões emocionais, como mais disposição? O Sebá disse que andava triste, desanimado…

Como não bebo e não fumo, a dança me ajuda a aprimorar minha capacidade de memorização, porque preciso de rapidez para decorar textos e marcas de cena, por exemplo. Além do prazer e bem estar que a dança proporciona ao corpo.

O que achou do seu desempenho até esta edição?

Eu saio do Dancing com a certeza do dever cumprido.

Quais conselhos e dicas dos jurados mais mexeram com você?

Todos os conselhos e dicas dos jurados vão seguir comigo como aprendizado.

Uma canção e um ritmo que gostaria de apresentar?

Eu adoraria ter dançado o tango e a salsa.

Quantas horas de ensaio? 

Em média foram 12 horas semanais de ensaios, aproximadamente.

E o público diz o que nas redes e nas ruas sobre o Dancing?

O público adora o programa! Comentam, torcem, tem os seus preferidos. Eu fico feliz porque o programa tem crescido muito, com capricho e excelência na produção.

Pretende fazer aulas de dança depois do reality? 

Eu quero muito continuar dançando. Faz muita diferença!

Que balanço faz da oportunidade de ter participado do Dancing com a Xuxa?

Ter participado do Dancing, ao lado de um casting maravilhoso, ao lado da eterna rainha Xuxa, foi uma experiência muito feliz onde ganhei novos amigos. Foi um contato profundo com o mundo da dança, e pude perceber as suas sutilezas. Saio com a certeza de missão cumprida.

Sente saudade das novelas?  Uma novela marcante? O público te cobra um retorno?

Sim eu adoro, amo, atuar em novelas, estou aberta aos convites, quero voltar! O público pede  sempre nas minhas redes sociais, quando faço live’s então… (risos)

Comecei minha carreira nas novelas. São 26 anos com mais de 14 trabalhos. Renascer foi uma novela que marcou muito e foi onde eu apareci na TV pela primeira vez. A personagem Ritinha marcou fortemente o público. Outra novela foi Força de Um Desejo com a Luzia, que era uma vilã! Eu amei fazer!

Novos projetos? 

Eu me sinto uma folha em branco para escrever mais 26, 27, 28 anos de carreira. Que venham as novelas, os filmes, as peças, os musicais, programas de TV… Estou pronta!

Tenho um espetáculo de teatro onde  produzo e protagonizo que é a história de vida de uma atriz e cantora lírica do século XVIII chamada Lapinha, uma mulher brasileira, negra, que fez um sucesso enorme em Portugal e no Brasil.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui