Sheila (Mariana Mendonça) em O Outro Lado do Paraíso
Sheila (Mariana Mendonça) em O Outro Lado do Paraíso (Reprodução)

Ela apareceu em cena de forma discreta, em O Outro Lado do Paraíso, da Globo. Porém, com o tempo as oportunidades foram surgindo e ela foi se impondo. Hoje, a Sheila, de Mariana Mendonça, participa ativamente da história e começa a ganhar, inclusive, suas próprias tramas.

Em entrevista ao Observatório da Televisão, a atriz revela o clima de diversão dos bastidores da novela da nove e adianta detalhes sobre sua personagem. A Sheila vai ter um romance com o Cícero (Lucas Pimenta), nos próximos capítulos.

Leia também: Improviso ensaiado, “enrolação” e falhas técnicas marcam estreia do Melhor da Tarde


Como tem sido dar vida a uma personagem dentro desse ambiente de bordel?

A Sheila, na verdade, foi uma grande surpresa porque a personagem a princípio não existia. Ela acabou surgindo no meio da novela, então para mim está sendo um prêmio, e o núcleo do bordel é uma coisa deliciosa de fazer. Metade de novela acaba caindo lá e todo mundo que chega lá curte muito, é muito animado, muita mulherada, muita brincadeira, muita risada. É o meu primeiro trabalho aqui (na Globo) e eu estou achando uma sorte muito grande porque é só gente muito bacana, sem falar na Laura Cardoso (Caetana) que é um titã, maravilhosa, é inacreditável estar com ela. Uma pessoa igual a ela, na idade dela trabalhando com garra, com vontade e com bom humor, realmente, é um exemplo para a gente.

E como a Sheila surgiu para você?

Foi um teste. Na verdade, eu já fazia o elenco de apoio. Depois que a Vanessa (Fernanda Nizzato) saiu, eu recebi um roteiro e vi que entrou uma nova menina, que era a Sheila. Então eu já estava lá, mas aí cresci, comecei a ganhar falas, a ganhar história e agora estou me intrometendo na história da Desireé (Priscila Assun) e do Juvenal (Anderson Di Rizzi).

A Sheila vai ser a “X9” da história desse casal, né?

Vira uma “X9”, sacanagem (risos). Ela começou de baixo e chegou derrubando as amigas. É tudo muito engraçado, a gente faz tudo muito na brincadeira. Com a Desireé e o Juvenal são muito brincadeira, então a gente acaba se divertindo.

Já estamos sabendo que vai chegar novidades para a Sheila. Você pode adiantar alguma informação?

Parece que ela vai viver um romance no próximo bloco, mas eu não vou contar com quem é (riso).

O público vai ficar curioso. Tem certeza que não quer revelar?

Então… parece que ela vai querer viver um romance com o Cícero (Lucas Pimenta) que trabalha lá no mercadinho. Até agora, pelo o que recebi, ela ainda está fazendo jogo duro, não se abriu ainda não, mas eu acho que é um romance promissor.

Como está sua vida depois que ganhou destaque na trama do Walcyr? O público fala com você na rua, através das redes sociais?

Sim, me mandam mensagens às vezes. As pessoas são muito fofas, eu recebo umas mensagens muito bonitinhas, assim: “estou adorando o seu papel. Sou muito sua fã”. Na rua ainda é muito pouco porque foram poucas cenas da Sheila ao ar, mas de vez em quando eu ouço comentários, eu passo e falam: “olha lá aquela menina da novela. Acho que é ela mesmo. Será?”. Mas na internet rola um carinho sim, é gostoso.

E como foi sua reação ao saber que ia participar da novela? É a sua primeira novela?

É a minha primeira novela. Inclusive, é o meu primeiro trabalho realmente na televisão. Eu já fiz curta, e participações. Eu fiquei muito feliz, é uma grande oportunidade, estar aqui é uma grande escola e nessa novela que tem pessoas como a Fernanda (Montenegro). Estar no camarim e cruzar com uma Fernanda e poder conversar é muito bom, com a própria Laura, com o Lima também, às vezes a gente faz cena com ele, fora outros atores de história como a Glória Pires. Enfim, é muito bom vê-los trabalhando, é uma escola, realmente uma oportunidade muito boa.

A família tem assumido o papel de tiete por ter você em uma novela no horário nobre?

Muito, muito! E sabe o que é engraçado? Muitas vezes eu não consigo ver as cenas no ar porque eu gravo muita noturna no bordel, então muitas vezes que a cena está passando eu estou aqui gravando, aí o meu pai que me avisa: “filha, hoje teve tal cena sua”. Quando eu chego em casa é que vou assistir. Ele manda link do vídeo para a família, fica todo mundo bobo. É muito legal!

Vamos saber mais um pouquinho sobre você: como é a sua vida fora da televisão?

Eu sou mineira, vim para o Rio tem cinco anos e fazia teatro até então. Faço teatro de rua, sou formada em Letras, gosto muito de literatura também, poesia. Mas para mim a literatura e o teatro foram coisas que não se dividiram. Eu nem sabia quando era que eu estava na faculdade, quando era que eu estava estudando teatro, são coisas que se somam muito.

E como você mata a saudade da comida da mamãe, da culinária mineira?

Sinto muita falta das comidinhas caseiras da minha mãe. Eu estou me virando, tentando aprender os temperos dela (riso). De vez em quando eu ligo no WhatsApp: “mãe, me ensina a fazer tal coisa”. Mas às vezes ela vem me visitar e é bom demais.

Como você cuida do corpo?

No momento está meio difícil. Eu tento fazer um exercício, correr, andar de bicicleta. Eu gosto muito de fazer ioga, já fiz tecido, gosto de estar sempre me exercitando. Eu sou do grupo ‘Tá na Rua’ também, que é um grupo de teatro que a gente dança muito, se exercita muito, então ali é praticamente minha academia. Tento comer o mais saudável possível nessa correria do dia a dia.

Para finalizar e descontrair: o que você acha que faz gostoso?

Gente… que pergunta é essa, Brasil? (risos). Ai meu Deus… não sei, gente! Muita coisa, eu faço muita coisa gostoso. Eu danço gostoso.

* Entrevista feita pelo jornalista André Romano

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui