Claudia Leitte sobre nova temporada do The Voice Brasil: “Estou mais ousada”

Claudia Leitte
Claudia Leitte (Divulgação)

Claudia Leitte vai seguir como jurada da quinta temporada do The Voice Brasil, e não migrar para o The Voice Kids, como cogitado inicialmente.

Aliás, para esta nova fase, a Globo optou por manter os técnicos da edição veiculada no ano passado. Em um evento de divulgação do formato, a cantora adiantou detalhes da fase 2016.

Confira o papo:


Qual é a sua relação com as redes sociais?

“Tenho uma relação muito boa porque sou da era digital, então me comunico com meus fãs de forma muito espontânea e naturalmente. A gente assiste junto com todo mundo em tempo real, faz comentários, lê o que está acontecendo com os candidatos. É muito saudável essa relação. Eu meio que aprendi a lidar com o mundo digital.”

Você lê as criticas negativas em relação a você publicadas nas redes sociais?

“Inevitavelmente você lê alguma coisa, mas é só não levar para o lado pessoal. O mundo não é sobre mim. Eu lido bem com isso. É coisa da vida.”

A franquia The Voice conta com uma rotatividade grande de substituição de técnicos. Você está preparada para deixar a ‘cadeira’ e seguir novos projetos?

“Sempre estive preparada para troca porque o programa tem uma rotatividade natural do formato, mas a gente tem aqui uma família. Eu estou satisfeita, o que vier para mim é lucro. É maravilhoso estar aqui. Eu sempre vou estar aqui.”

Perdemos o Domingos Montagner de uma forma bem trágica. Esse incidente fez você rever alguns conceitos em relação a sua vida?

“Não só por isso, que foi uma fatalidade, mas o país está passando por um período de transição muito forte e sou muito positiva, acho que tudo vem para o bem. Agora tem uma situação de olhar para a vida do outro e pensar ‘aquilo podia acontecer comigo’. Acho que a gente precisa ser melhor como gente. Eu tenho o meu papel, meu compromisso, se a gente for bom na vida, a gente vai ser bom no trabalho, com o colega do lado…”

Você costuma acompanhar o noticiário? Como lida com noticias negativas? Seu lado mãe fica abalado?

“Fui gravar um programa na TV Globo local de uma cidade que fiz show e, antes de eu começar a cantar, rolou uma série de notícias negativas e eu ia cantar logo depois e pedi a Deus serenidade. Ainda que exista tudo isso, se eu tiver um pouco de fé, posso fazer diferença de alguma forma. É impressionante como isso maltrata o coração da gente, não só por ser pai e mãe, mas é pior ainda quando se é.”

Todo mundo que passa por seu time no programa comenta que você é maravilhosa. Qual é o segredo do ‘time milk’?

“Tenho prazer em servir. Acho que quanto mais divide o melhor que você tem, mais você é feliz. As pessoas pensam: ‘vou para o time dela porque ela me dá muita coisa’. Que nada, eu estou recebendo muita coisa. Estou doando e é tão bom para mim isso. Eu gosto de servir!”

Qual mudança de visual preparou para essa edição do The Voice?

“Só mudei o cabelo mesmo. Só cortei o cabelo. O shape continua o mesmo (risos).”

Você tem lidado bem com as noticias em relação a você. Como faz para abstrair?

“Isso é do amadurecimento mesmo. Eu tenho milhões de seguidores. Se eu respondo uma pessoa que não tem nem metade desse número, eu só vou ampliar a voz dessa pessoa em questão. Isso acaba sendo discutido quando o foco não é esse. O meu objetivo é a música.”

Você fica preocupada que essas noticias afetem a sua família de forma negativa?

“Eu não gosto quando fazem isso com pessoas que eu amo. Por eu ter filhos, eu tenho certo cuidado no trato. Mas eu procuro abstrair também. Eu sou muito honesta em relação com meus filhos. Eu falo tudo o que eu tenho que falar com meus filhos e com os meus pais. Eu já estou nesse meio há tanto tempo. Eu estou meio que descolada em relação a isso. Eu tenho oito anos só de carreira solo. Tem uma hora que você tem que aprender. Graças a Deus eu já aprendi.”

Do que você tem certeza?

“Eu tenho certeza de que um dia eu vou morrer e que eu preciso viver muito. Agora, aqui com vocês. E que alguma coisa tem que ser positiva disso aqui. Essa é a minha certeza.”

Você participaria de um The Voice no início de sua carreira?

“Um cara para subir ali tem que ter muita raça, ele vai cantar uma música, que é decisiva, tem que cantar bem porque a gente é muito cri cri. Acho que eu tinha uma cara de pau arretada no começo da carreira. Acho que eu participaria do The Voice. Quando olho para mim, eu tenho a oportunidade de me ver na terceira pessoa, de me ver no vídeo cantar, nas entrevistas. Eu consigo revisitar minhas memórias, sinto uma alegria tão grande vinda de mim. Quero que isso seja preservado.

Você viraria a cadeira para a Claudia do inicio de carreira?

“Eu viraria a cadeira para mim com toda certeza do mundo. E falaria o seguinte: ‘continue fazendo desse jeito. Vai dar tudo certo’. É isso.”

Você gosta dos memes que fazem de você nas redes sociais?

“Adoro os memes, é outra perspectiva das minhas caretas, das minhas caras e bocas. É legal, é engraçado.”

Você tem algum projeto fora do país?

“Eu vou lançar um CD em inglês. Vou lançar em breve. Vai ser desafiador. Eu adoro isso. Eu acho que será o melhor trabalho que eu já fiz.”

Como será seu look nessa temporada?

“Estou mais ousada, não no sentido do decote. Estou ousada porque quero usar o que me apetece. Sempre gostei do mundo da moda, acho que está super conectado com o meu universo. Para mim, a música tem que falar o que estou cantando. Meu figurino sempre dizia algo do meu repertorio, ou às vezes até berrava. Com o The Voice estou neste momento ousado.”

Já pensou em virar atriz?

“Já me chamaram para fazer uns negócios, mas não dá tempo e para fazer meia boca não dá.”

Você tem um plano B?

“Não tenho! Eu nasci para cantar.”

André RomanoENTREVISTA REALIZADA PELO JORNALISTA ANDRÉ ROMANO