“Antes de ser protagonista, eu sempre fui negra”, exalta Aline Dias, protagonista da nova Malhação

Aline Dias
Aline Dias (Divulgação/TV Globo)

Aline Dias será a protagonista da nova temporada de Malhação, na Globo, a atriz que começou a carreira artística como modelo e depois se iniciou como atriz, vai ser não apenas a personagem principal da trama global, mas também entra para história como a primeira protagonista negra de Malhação.

Em entrevista, ela conta que batalhou muito para ganhar o papel e está muito orgulhosa. “Foram mais de dez testes em cinco meses. Depois teve workshop, que foi peneirando os atores. Chegamos ao final sem saber quem seria a protagonista. O resultado foi lindo”, afirma.

Sobre o longo caminho que percorreu, ela detalha sua jornada em busca de espaço na TV. “Comecei como modelo aos 14 anos. Foi meio que assim que comecei a fazer testes para a TV Globo. Mas eu sempre trabalhei em outras áreas para ter dinheiro para pagar as contas e o meu estudo. Fui elenco de apoio de Malhação em 2012. Esse projeto é um desafio muito maior. Eu estou ansiosa”, conta Aline Dias.


Ser a primeira protagonista negra de Malhação é um marco não apenas para a teledramturgia, mas para toda a sociedade, garante Aline Dias. “É especial até mesmo para a sociedade. É importante falar sobre isso. Antes de ser protagonista, eu sempre fui negra. A gente vem conquistando espaço na TV, assim como em outros trabalhos. Nós vamos além do tom de pele. O talento ultrapassa isso. A personagem não era para ser negra. Mas eu estou feliz de ser a primeira aqui em Malhação. Isso só me dá mais força e amor para fazer esse trabalho.”

Em Malhação, Aline Dias será Joana, uma jovem tranquila, alegre e divertida, mas pé no chão e muito determinada para alcançar seus objetivos. Na trama ela fará par romântico com o também jovem ator Felipe Roque, que viverá Gabriel, um jogador de vôlei de praia.

Confira na íntegra a entrevista de Aline Dias:

Início do processo

“Foram mais de dez testes em cinco meses. Depois teve workshop, que foi peneirando os atores. Chegamos ao final sem saber quem seria a protagonista. O resultado foi lindo.”

Começo de carreira

“Comecei como modelo aos 14 anos. Foi meio que assim que comecei a fazer testes para a TV Globo. Mas eu sempre trabalhei em outras áreas para ter dinheiro para pagar as contas e o meu estudo. Fui elenco de apoio de Malhação em 2012. Esse projeto é um desafio muito maior. Eu estou ansiosa.”

Primeira protagonista negra de Malhação

“É especial até mesmo para a sociedade. É importante falar sobre isso. Antes de ser protagonista, eu sempre fui negra. A gente vem conquistando espaço na TV, assim como em outros trabalhos. Nós vamos além do tom de pele. O talento ultrapassa isso. A personagem não era para ser negra. Mas eu estou feliz de ser a primeira aqui em Malhação. Isso só me dá mais força e amor para fazer esse trabalho.”

Um pouco da personagem…

“Eu sou muito a Joana. Sou tranquila, alegre e divertida. Agora ela é mais pé no chão e não abaixa a cabeça para qualquer um. Ela é mais arretada.”

Trabalhos anteriores…

“Eu já fui recepcionista, trabalhei em supermercado, vendedora de loja, telemarketing… Fiz comunicação social. Fui Jovem Aprendiz aos 16 anos. Sempre trabalhei para pagar meus estudos. Comecei como atriz aos 19. Eu sou muito orgulhosa por toda essa minha trajetória.”

Trabalho para o público teen…

“É outro público. A gente atingia mais as mães de família em ‘Sexo e as nêga’. Mas eu acho que tudo tem que ser feito com amor, carinho e respeito. Não acho que faça a diferença o público. O que muda mesmo é a linguagem, eu acho. Malhação é muito leve.”

Mudar depois da fama…

“Não. Nem um pouco. Eu sempre esperei que isso acontecesse. Fui muito focada no que queria. Nos testes, eu fui persistente e estava com esperança. Nunca vou tirar o meu pé do chão. Entrevista, foto, tudo isso faz parte. Minha humildade vai continuar. Nada vai mudar.”

Repercussão nas redes sociais e fãs

“Seguidores crescem todo dia. É louco. A novela nem estreou e, a cada dia, cresce em 500, 1000 a mais nas redes sociais. Ainda estou aprendendo a lidar com o Twitter, mas estou gostando demais. O retorno é gostoso. Malhação bomba na internet. Eu estou adorando essa nova fase de internauta, fazendo snap (risos). Tem sido legal.”

Medo das criticas?

“Não. Crítica sempre vai ter. Tem que pegar ela e transformar em algo bom. Até então, eu ainda não recebi nada e nem um ataque racista. E espero que não tenha nenhum comentário maldoso. Todos somos iguais. A minha entrada em Malhação como protagonista mostra que estamos evoluindo e que o negro está conquistando seu espaço. Ainda não li nenhuma crítica. Mas estou preparada!”

Preconceito nas redes sociais e no mundo

“Tem que denunciar, sim. Estamos em pleno século XXI e isso não é algo normal. Temos que entrar e sair de qualquer lugar sendo respeitado, independemente do nosso tom de pele, da nossa raça. Racismo tem que ser denunciado. É triste!”

Entrosamento com Felipe Roque

“A gente está se dando muito bem. Felipe é muito generoso. Ele é alto-astral! Fiquei feliz de ele ser o Gabriel. Estudamos o texto, procuramos ver o caminho de todas as cenas. Está sendo legal. Fiz muito teste com ele como Joana e Gabriel. Eu senti ali que rolou uma química bacana entre a gente.”

Apoio da família

“Eu nasci em Minas-Gerais, Leopoldina. Minha família é de Cataguazes. Fui criado aqui no Rio pela a minha avó. Ela chorou muito quando soube. Meus pais também. O pessoal de Minas está vibrando. Todo mundo está ansioso. A gente sempre esperava que um dia esse momento chegasse e ele chegou. Agora é vibrar. Só coisas boas.”

Paixão pela avó

“Nunca desgrudei da minha avó. Moro com ela. Eu até penso em um dia ter meu canto, mas não é agora. Eu estou muito feliz vivendo com a minha vozinha (Valdelice).Eu dou força para quem sai cedo de casa. Cada um sabe o seu momento de ser independente. Eu estou muito feliz vivendo com a minha vozinha. Meus pais são separados.”

Shape

“Comecei a academia há muito pouco tempo. A Joana tem muita força. Precisava trabalhar isso. Vou começar a fazer Muay-Thai também, mas por causa dela.”

Cardápio

“Eu continuo comendo arroz e feijão. De noite, eu tento evitar algumas gordices. Mas bebo muito líquido, como muita verdura e legume. Talvez no futuro eu procure uma nutricionista. No momento, não!”

Cabelo natural

“Não cortei. Meu cabelo é virgem. Só coloco um difusor para deixá-lo mais cacheado. Já pensei em fazer umas luzes, colocar uma cor mel nas pontas.”

Coração…

“Estou solteira. Sozinha e feliz!”

 

André RomanoENTREVISTA REALIZADA PELO JORNALISTA ANDRÉ ROMANO