Xuxa sentencia: “Não sei fazer programa ao vivo. Mas, vou aprender”

Xuxa Coletiva

Na próxima segunda-feira, 17 de agosto, estreia o programa Xuxa Meneghel, que segundo a própria loira, irá inovar nas noites de segunda na TV. Em uma conversa com o Observatório da Televisão, durante coletiva de imprensa realizada no Recnov, no Rio de Janeiro, nesta terça-feira (11), a eterna rainha dos baixinhos falou de sua nova casa e confessou que está aprendendo a fazer ao vivo.

“Gente, na boa, programa ao vivo, eu nunca fiz. Então, rola um medinho. Sabe Deus o que vai rolar. Mas, gostaria de pedir para vocês da imprensa para pegarem leve. Estamos aprendendo. A gente quer acertar muito. Eu peço a vocês calma. Pois, estou me sentindo uma novata. Não sei fazer programa ao vivo. Mas, vou aprender. Isso é muito novo para mim. Só peço que vocês tenham um pouco de paciência. É isso”, relatou.

Se depender do entusiasmo da apresentadora, a atração já é um sucesso. Confira o papo:


Fale um pouco dos profissionais que estão com você nessa nova empreitada?

“Então, acho que 90 % das pessoas que trabalham comigo foram meus baixinhos e sempre me apoiaram nas minhas decisões. E, isso é primordial para as coisas darem muito certo. Eu sinto isso na minha produção quando eu entro lá. Eles têm uma história comigo. Todos torcem por mim. E, isso faz uma grande diferença. Mas, eles estão escrevendo uma nova história e vão escrever a minha história também. Então, isso para eles é muito importante. Como eu falei antes, eu estou muito, mais muito feliz! Muito afinada e muito feliz! Nos últimos dias, eu tenho ficado bastante tempo ao lado dos profissionais da minha produção. Hoje em dia, eu tenho ficado mais tempo com eles (produção) do que com o meu namorado, Junno Andrade. Então, isso é uma forma de mostrar que estamos bem afinados. Cada vez, iremos melhorar mais. Eu nunca tive uma equipe assim. Na estreia, vocês vão ver, que a minha equipe participa da abertura de meu programa. Foi muito lega! Eles estão junto comigo e vão vencer essa.”

Como está sendo trabalhar na Rede Record? Eles estão lhe dando mais liberdade?

Xuxa - Blad Meneghel
Xuxa – Blad Meneghel

“Então, foi bom você ter falado isso, que eu queria falar uma coisa para todos vocês. Quando eu falo que eu tenho liberdade aqui na Record parece que eu estou falando mal da TV Globo. E, eu queria deixar claro para todo mundo e até para os meus fãs, que são pessoas que achando que falando mal da Globo estão me agradando. Isso me irrita profundamente. Durante esse período que eu estive lá, a Globo foi uma mãe para mim. Que me podou em algumas coisas e me deu liberdade em outras. Eu não quero que falem mal da Globo e não gostaria de ouvir ninguém falar. Eu apenas preciso dizer a verdade, de uns seis anos para cá, eu não podia fazer algumas coisas. Mas, foi. Então, não vamos mais falar sobre isso. Que eu já falei demais. Já deu! Vai botar um peso, que na realidade não existe mais. A coisa mais importante é que eu estou em uma nova casa e tenho total liberdade aqui. Eu quero fazer minha nova história aqui. Eu lhe digo, a única coisa que a Record pediu para eu não fazer é falar sobre religião. O resto, tudo eu posso. Então, isso é simplesmente apaixonante. Está sendo incrível! Eu posso fazer tudo aqui! Eu só não posso falar de religião. Se eu falar de evangélicos, vão dizer que eu estou falando por causa da Rede Record. Se eu falar sobre o católico vão falar que eu estou falando sobre o católico. A única coisa que não é permitido é isso. O resto, eu posso fazer tudo! Tudo eu posso. Eu já tive muitos nãos na minha vida. Então, chegar em um lugar e receber só sim, é maravilhoso! Não é só livre para sonhar. É livre para viver, realizar, para fazer o que eu quero. O meu programa está do jeito que eu sempre sonhei. E, isso para mim é fascinante. Eu estou me sentindo uma criança com 52 anos. Onde eu posso brincar e no máxima alguém dizer: ‘não se machuca, tá? Melhor, impossível!’.”

Como vai ser ocupar as noites de segunda. Que foi ocupada por anos pela inesquecível Hebe Camargo?

“Eu não posso falar de religião, mas é uma benção (risos). Eu vejo assim, a Hebe está me dando às boas vindas. No inicio foi oferecido para mim a quarta-feira. Mas, teve uma mudança. No inicio eu achava que a quarta-feira seria o melhor dia. Depois vieram para a segunda-feira. Eu parei para pensar, que segunda-feira era dela (Hebe). Falei assim: ‘tem o dedinho dela’. Eu acredito que a Hebe disse assim: ‘gracinha, eu estou cuidando de você. Vai que vai ser legal!’. Eu tive duas grandes declarações de pessoas na televisão que eu amo muito. O Chacrinha, que disse que eu poderia ficar no lugar dele e depois a Hebe, que eu falei para ela que eu quando crescer queria ser igual a ela. E, ela disse assim: ‘você já é e não sabe’. Então, eu tenho assim, ninguém vai substituir o Chacrinha, nem a Hebe Camargo. Mas, ter o aval deles, eles achando que eu poderia, e, agora é como se fosse ela assinando embaixo: ‘A segunda-feira é nossa!’ É muito bom! O programa é ao vivo. Eu me arrependo de não te visto mais a Hebe, para ter aprendido. Ela é uma dama. Eu nunca chegarei aos pezinhos dela. Isso parece um carinho, de eu estar, na sombrinha, da sombrinha dela.”

Você vai convidar os artistas da TV Globo?

“Convidar eu irei convidar. Mas, se eles vêm, é outra coisas (risos).”

Você teve um encontro com a Ellen DeGeneres, sua grande inspiração?

“Ainda não! Mas, eu pretendo a encontrar sim. Eu tive um encontro virtualmente. Vocês vão ver na estreia do programa. Ela participou da atração via Skype. Ela é muito bacana. Foi uma brincadeira que eu fiz. É para mostrar que é um desejo muito grande esse encontro”.

E, a sua interação com os fãs nas Redes Sociais?

“Eu gosto bastante dessa interação com os meus fãs. Eu estou aprendendo a mexer na internet. Muita gente me ensina. Uma vez, eu tirei foto com o filtro. Cara, eu fui crucificada. ‘Nossa, ela está usando muito Cicatricure?’. O povo reclamou bastante. Até falaram que eu coloquei Botei (risos). Não posso nem botar filtro. Que eles conhecem tanto a minha cara, que coloquei com bastante rugas no outro e comentei que estava sem filtro. Então, eu já estou aprendendo a brincar com eles. Tem muitos artistas que usam a internet, mas, eles não falam direto com o publico. Usam outras pessoas para falarem. Eu faço questão que na minha página não aconteça. Quando alguém entrar e ver Equipe X, não sou eu. Quando sou eu. Sou eu mesmo. Eu ligo pra eles, eu fala com eles. É um contato bastante direto. Estou adorando essa troca.”

Como foi trazer a sua mãe para conhecer o cenário de seu programa no Recnov?

“Então, eu queria traze-la para poder conhecer e ela se sentir à vontade. De ninguém fotografar e tudo mais, né?. Foi colocada uma rampa, que ela é cadeirante. Como ela não fala mais, não se movimenta. Ela balbucia algumas e eu perguntei para ela: ‘E, ai mãe?’. Ela falou: ‘Lindo!’. Quando eu cheguei em casa eu perguntei mais. Uma lágrima dela caiu. Então, isso já disse tudo. Então, ela está muito feliz com a minha felicidade.”

Muita gente comentou de sua chegada à Rede Record. Inclusive, o Boni, que relatou que você não deveria ter saído da Rede Globo. O que você acha de tudo isso?

“Então, eu convidei o Boni para vir ao meu programa. Inclusive, ele era para estar no primeiro. Não vai estar por causa de um assunto familiar. Mas, acho que essa pergunta eu posso fazer para ele pessoalmente. Não é justo eu ficar falando por ele. Ele é uma pessoa que eu admiro muito. Ele faz parte da minha história. E, acredito que ele seja a pessoa que mais entende de televisão no Brasil. Eu também estou muito curiosa para saber a resposta dessa pergunta”.

É verdade que você convidou o Silvio Santos para participar de seu programa?

“Então, eu não liguei para ele para convidar. Mas, escrevi nas Redes Sociais. Ele é um livro ambulante. Ele tem uma experiência inquestionável. É de sentar ao lado dele e de ficar ouvindo. Não seria uma entrevista. Iria colocar o microfone na mão dele e ficaria só ouvindo. Eu entrei em contato com pessoas próximas dele. E, eles me informaram que se ele desse a entrevista ele iria morrer. Então, ele não dá entrevista. Apesar de meu chefe (Edir Macedo) ter entrevistado ele. Quem sou eu para falar alguma coisa (risos). Eu não perdi a vontade não. Quem sabe um dia? Eu não vejo como uma entrevista. E, sim, como um aprendizado. Ele é o maior apresentador que nós temos. Eu sonho alto, né? Se é para entrevistar e falar com alguém, que seja o Silvio Santos. Mas, tudo tem o seu tempo.”

Você vai participar do Teleton nesse ano?

“Eu vou participar do Teleton sim. Foi um pedido meu inclusive. Já fui liberada e irei participar. Estou bem ansiosa. Agora é só esperar o Teleton chegar e eu ir lá falar com o tio Silvio”.

Ellen DeGeneres vai participar de seu programa? Você vai convidá-la?

Xuxa
Xuxa – Blad Meneghel

“Com a Ellen eu faço qualquer negócio. Se ela quiser que eu vá lá no programa dela eu vou e se ela quiser vir aqui, estarei pronta para recebe-la. A principio, a gente precisa ter uma ponte, que ainda não tem. Mas, tem algumas pessoas que trabalham com ela e já falaram de mim. Que tem uma pessoa no Brasil, que tem 32 anos de experiência na TV e se espelhou no programa dela. Eu acredito, que assim como eu, muita gente bebe dessa água. É bom que ela saiba disso. Que a gente só se espelha em quem a agente gosta. Se esse encontro acontecer, seria muito bom. Muito bom mesmo.”

E, fazer o programa ao vivo?

“Gente, na boa, programa ao vivo, eu nunca fiz. Então, rola um medinho. Sabe Deus o que vai rolar. Mas, gostaria de pedir para vocês da imprensa para pegarem leve. Estamos aprendendo. A gente quer acertar muito. Eu peço a vocês calma. Pois, estou me sentindo uma novata. Não sei fazer programa ao vivo. Mas, vou aprender. Isso é muito novo para mim. Só peço que vocês tenham um pouco de paciência. É isso”.

Como você percebeu que era a hora de mudar?

“A Rede Globo sempre foi muito correta comigo, mas de alguns anos para cá, eu estava muito presa sem poder fazer as coisas que eu queria, desejava, e isso me deu um pouco de frustração. Quando isso acontece é a hora de mudar”.

Qual a dica que você dá para nossas leitoras que pensam em dá uma virada na área profissional?

“Façam tudo com o coração, com amor. Se for apenas por necessidade, por dinheiro, é hora de dar a virada, melhor parar, pensar e dar um passo a frente. Tenha certeza que esse passo será um grande impulso pra conquistar o que você realmente deseja. Você chegará longe se não tiver medo de desafios e de mudanças”.

Hoje, qual é a importância das redes sociais em sua vida?

“Para mim é DDP “discagem direta com PESSOAS”, sejam boas e ruins”.

No mês passado, você lançou um livro que conta um pouco da história de sua fundação. Pode revelar como surgiu a ideia para criar a tal obra?

“Foi ideia da Gisela Amaral, que ajuda muito a Fundação. Ela veio com essa ideia de fazer o livro para que as pessoas possam conhecer um pouco mais de tudo o que é feito nesses 25 anos. O difícil foi escolher só 25 histórias”.

Deixe um recado para os nossos leitores, que no passado, foi seu baixinho…

“A todos os meus eternos baixinhos, o meu mais do que obrigada por tanto carinho nesses anos todos! Que Deus abençoe cada um de vocês”.

Saiba tudo sobre a estreia de Xuxa na Record