Emílio Dantas nega romance com Paolla Oliveira

Emilio Dantas
Emilio Dantas (Divulgação)

Emílio Dantas, que está no ar em Além do Tempo, no papel do preconceituoso Pedro, conversou com o Observatório da Televisão e falou do boato envolvendo sua vida pessoal. “Eu meio que esperava isso. A gente sabe que tem oportunistas no mercado. E, você junta: a Paolla (Oliveira) que é uma mulher bonita, meu casamento acabando e uma viagem para gravar a novela. Um prato cheio para os fofoqueiros de plantão”, relatou Emilio, se referindo o boato de que estaria namorando a colega de elenco Paolla Oliveira.

No lançamento da novela você comentou que o Pedro era um ser humano e não um vilão. Mas, durante a exibição da trama descobrimos que ele é um cara completamente do mal. Qual é o balanço que você faz disso?

“Vocês ainda não viram nada (risos). Eu não tenho como adiantar nada. Mas, posso garantir que ele é um cara obsessivo pela Lívia. E, fará de tudo para conquistar essa paixão. Eu digo que ele é um ser humano normal. Pois, se você reparar na novela, todos os personagens tem um grauzinho de maldade. O Pedro é só mais um que está ali para se dar bem.”


E, a repercussão nas ruas?

“Ainda ninguém quis me bater. Pois, ainda ninguém guardou a minha cara. Mas, na internet o povo quer matar o Pedro (risos). Se a internet matasse, eu estaria lascado (risos)”.

Você não é reconhecido nas ruas?

“Não! Não tenho nem saído do Projac. O único que me reconhece todo dia é o meu porteiro (risos).”

Você torce pela mudança do personagem?

“Eu torço pelo meu filhote (risos). Queria que ele terminasse com a Lívia. Mas, não sei se ele mudaria. Isso é um paradoxo! Eu acho que ele fingiria muito bem uma mudança.”

Ele é bem preconceituoso. Como você lida com isso?

“O preconceito é uma doença mental. A gente tem tanta informação. E, essa galera não entende. Essa parte do preconceito do personagem, eu acredito que seja uma doença realmente.”

Recentemente, saiu na mídia uma nota dizendo que você estaria saindo com a Paolla Oliveira. Como você recebeu essa notícia?

“Cara, eu meio que esperava isso. A gente sabe que tem oportunistas no mercado. E, você junta: a Paolla que é uma mulher bonita, meu casamento acabando e uma viagem para gravar a novela. Um prato cheio para os fofoqueiros de plantão. Eu já esperava que um tipo de besteira dessa fosse falada. Me afetou bastante. Afetou os meus familiares e a pessoas que a gente ama. E, as pessoas acreditam. Eu torço muito que um dia o povo entenda que isso tudo é armação. Estou dando de comer a uma galera, que poderia bater na minha porta e pedir comida. Eu faria um churrasco para eles, do que dar a minha imagem, minha vida pessoal, para dar de comer para essa gente.”

Você ficou chateado por que a nota falava de algum tipo de traição?

“Eu fico chateado porque é mentira mesmo. Se fosse verdade, não negaria. Teria que arcar com as consequências.”

Você está aprendendo a lidar com esse tipo de abordagem?

“Eu ainda nem parei para pensar nisso. Porque é tanto trabalho, tanta coisa. É uma coisa tão besta. Que prefiro não perder meu tempo com esses jornalistas. Não vou parar a minha vida para isso, né?.”

Você faz terapia?

“Não faço terapia. Mas, tenho muita vontade de fazer. Acho interessante.”

O que tira você do sério?

“O que me tira do sério é a mentira.”

Como está sendo essa transição da Rede Record para a TV Globo? É verdade que seu maior desafio tem sido montar e lidar com os cavalos que são usados em cena?

“Passei três anos na TV Record. Fui muito feliz lá. Esse universo dramatúrgico não é tão novidade para mim. Mas, a vibe aqui da Rede Globo, tem uma grande diferença sim. Nessa produção, eu senti uma energia de cinemão. A galera toda reunida. Todo mundo é bem focado e com muita atitude. Essa novela está sendo um desafio para mim. Estou me divertindo muito fazendo a novela. O mais desafiador para mim tem sido as cenas com o cavalo. Ainda não me entendi com ele (risos). Graças a Deus, eu só tive uma queda com ele. Cai na lama. Foi terrível! Ele tentou me morder algumas vezes, mas foi tranquilo. Foi bacana. Na época de ‘Sansão e Dalila’ (Rede Record), eu aprendi a andar de cavala sem cela. Quando eu peguei a cela, fiquei todo errado (risos). Porque todo mundo na novela monta bem. Menos eu! Estou me sentindo meio idiota ali (risos). Mas, tenho recebi algumas dicas. Acho que até o fim da novela eu aprendo.”.

Você vai interpretar um vilão na trama. Está com medo de apanhar na rua?

“Hoje em dia quando você sai no Rio de Janeiro, quase acontece isso sem ser vilão. Não faz muita diferença não (risos). Eu estou brincando. Só para descontrair. Tomara que isso acontece. Será um bom sinal, de que eu estou fazendo a coisa certa. Não é uma vilania em si. O Pedro é um cara que quer a Lívia (Alinne Moraes) a qualquer preço. Usando um pouco o seu lado sedutor. Ele não é um mau caráter. Ele só tem um desvio de caráter no máximo (risos). Ele é um bom filho, um bom amigo. Ele defende a mãe. E, eu defendo ele (risos)”.

Agora está na moda os personagens mostrarem o bumbum em cena. Você faria uma cena dessas?

“Eu venho de um projeto que estou mostrando a bundo há mais de dois anos (ele protagonizou o espetáculo ‘Cazuza – Pro dia nascer feliz, o Musical’, onde deu vida ao musico). A minha bunda já é famosa. É fogo! A minha família ficou na primeira fila na estreia do espetáculo. Viram a minha bunda de close (risos). Mas, enfim… Já estou acostumado. Uma bunda de época eu ainda não fiz. Quem sabe?”.

Como foi a composição para criar o personagem?

“Eu já assisti alguns filmes superficialmente. Assisti o longa-metragem ‘Ligações Perigosas’, que foca bastante no mundo da fofoca. Olha pra quem eu estou falando isso (risos). Agora que eu me liguei que eu não devia ter visto filme nenhum. Teria ligado para vocês (risos). Foi isso! Dei uma estudada de leve”.

Falando em fofoca, como está essa nova fase de solteiro ( o ator se separou recentemente da atriz Gisele Itíe, com quem foi casado durante um ano e meio)?

“Qual fase? A da novela? Não sei de nada (risos). Estamos separados sim. Está tudo na boa. Vida que segue”.

Na época da separação, noticiário que você teria quebrado a casa toda. Isso procede?

“Mentira! Nunca na vida. Imagina. Se eu fosse quebrar uma casa. Ia ter pelo menos uma policia ali. Entendeu? Como é que pode uma pessoa quebrar a casa e ninguém ficar sabendo? Não teve nada disso. Jamais faria isso”.

É verdade que você está procurando casa no Grajau (bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro)?

“Eu estou procurando um apartamento lá! Eu já tenho um lugar lá. Mas, eu aluguei para uma senhora. Agora, não tenho para onde ir. Já fui até lá e perguntei a dona Celma se ela tinha um cantinho para mim lá. Ela falou ‘Não!’. Então, eu estou procurando. O Grajau é o melhor bairro do mundo. Eu nasci lá e quero morrer lá”.

Você está procurando apartamento. Você é do tipo do cara que lava, passa e cozinha?

“(risos) Lavar eu lavo! Passar eu não passo. Eu adoro cozinhar. Mas, não é sempre não. Odeio limpar casa”.

Você está em busca de um novo amor?

“Isso ai a gente não comanda, né? Não estou muito preocupado com isso não. Estou trabalhando tanto. O tempo que eu tenho para papar e pensar eu durmo”.

Como faz para manter esse shape enxuto?

“Eu não tenho nenhum segredo de beleza. Eu costumo caminhar bastante”.

Agora você está na Rede Globo. Está preparado para a exposição?

“Eu não sei cara. Eu nunca estive lá. Tenho que esperar a novela estrear para saber. É a mesma coisa que eu perguntar: ‘você está preparado para morrer?’. A gente não sabe. Tudo que é inédito para a gente é difícil dizer se está preparado. É isso?”.