Entrevista | Iris Abravanel fala sobre Cúmplices de Um Resgate

Iris_Abravanel_Cumplices_de_um_Resgate

Professora, cronista e autora do livro Recados Disfarçados e de telenovelas, Iris Abravanel é responsável por reativar, há cerca de sete anos, o núcleo de teledramaturgia do SBT, que gera mais de 300 empregos diretos. Como cronista, apurou a capacidade de relatar detalhes do cotidiano. Com este olhar diferenciado, a novelista estreou Revelação, em 2008. O trabalho teve continuidade com as novelas Vende-se um Véu de Noiva, em 2009, e Corações Feridos, em 2011. Também foi a autora da versão brasileira de 2012 do folhetim Carrossel – grande sucesso de audiência que resultou na indicação de diversos prêmios -, e das quatro temporadas da série Patrulha Salvadora, em 2014. Seu último trabalho finalizado foi a adaptação de Chiquititas, trama que superou o número de 500 capítulos exibidos ininterruptos entre 2013 e 2015. Atualmente, Iris Abravanel trabalha na adaptação da novela Cúmplices de Um Resgate.

Confira abaixo a entrevista com a autora:

De quem partiu a ideia de fazer a adaptação da novela Cúmplices de Um Resgate? O que achou da escolha?


Tive a ideia, a partir do momento em que percebi que já tínhamos no SBT a atriz perfeita para fazer as personagens das gêmeas, Manuela e Isabela. Cúmplices de Um Resgate foi a novela escolhida para que a Larissa Manoela fosse a protagonista, sem dúvida nenhuma.

Com Cúmplices de Um Resgate, você pretende continuar unindo a família brasileira? Essa é uma trama focada em algum público específico?

Com certeza nosso alvo é continuar unindo a família brasileira. Nosso público é a família. A novela Cúmplices de Um Resgate tem história e conflitos para todas as idades. Estamos focados nas crianças menores, e até em seus avós e bisavós. Queremos transmitir ao público os bons momentos que vivenciamos em nossas casas quando estamos reunidos em uma atividade comum a todos. 

Você acrescentará novos personagens e histórias em Cúmplices de Um Resgate? Pode falar um pouco sobre essas novidades?

Sim teremos novos personagens, novas tramas e novos núcleos. Além do padre que já existia, teremos o pastor Augusto, o gato Bartolomeu, a “peixinha” Beijoca, o irreverente Frederico e o querido e ranzinza Nico.

Além de talentos já conhecidos pelo público, a novela também lançará atores revelações. Como foi a seleção do elenco adulto e infantil?

Temos muitos talentos aqui no Brasil. Para podermos julgar com justiça e imparcialidade, eu e minha equipe fazemos várias reuniões com a nossa diretora de elenco, Marcia Italo, e seus assistentes. Todos procuram captar bem o tipo de ator que pretendemos para cada personagem.  Depois, eles fazem uma pré-seleção de todo o elenco. Finalmente, reunimos as duas equipes para decidir quais serão os atores.  Em Cúmplices de Um Resgate tivemos um pouco mais de trabalho. Boa parte dos nossos personagens precisam saber cantar e dançar.

Como foi o trabalho de preparação do elenco infantil para dar vida a essas personagens? Fez recomendações?

O SBT é como uma grande família. Todos que trabalham aqui sabem disso. Por isso, somos muito zelosos em preparar nosso elenco infantil. Nossas crianças são acompanhadas por uma psicóloga (Rosa Nacaratto), por uma fonoaudióloga (Camila Mercatelli) pela diretora de elenco (Marcia Italo), e pelo coach (Ariel Moshe), além de coreógrafos, músicos etc… Minhas recomendações são para que cada criança seja preparada para a vida, não apenas para a novela.

O que você tem achado do desempenho de Larissa Manoela, que interpreta as gêmeas Manoela e Isabela?

O desempenho da atriz Larissa Manoela tem superado todas as nossas expectativas. Ela está perfeita interpretando as gêmeas Manuela e Isabela.

Quais foram os recursos utilizados para adaptar a novela para os dias atuais? Serão mais presentes os recursos tecnológicos?

Dramaturgicamente demos mais agilidade ao ritmo da novela, criamos mais conflitos, além dos que já existem na original e, sim, adaptamos boa parte das situações usando recursos tecnológicos atuais. Não dá para ignorar que a tecnologia faz parte da vida dos jovens hoje. Celulares, tablets e computadores serão utilizados no decorrer da novela. Sem esquecermos de nossa marca, que é provocar situações para que as crianças criem brincadeiras próprias e divertidas.

Você realizou pesquisas sobre assuntos ligados a dualidade, a ligação entre irmãos gêmeos ou ao universo musical? Fez algum outro tipo de preparo para escrever essa novela?

Sempre pesquisamos sobre os assuntos abordados nas tramas para dar mais embasamento e veracidade à história. Em Cúmplices de Um Resgate fizemos muita pesquisa de campo. Visitamos grandes estúdios de música, fomos a ONGs de mães de crianças desaparecidas, conhecemos as empresas que ficam por trás das marcas do mundo da moda, entre outros. Existe também no núcleo de dramaturgia uma equipe de pesquisa que nos ajudou muito com outros diversos temas abordados na novela.

Essa trama é ainda mais musical que Chiquititas e Carrossel. Como serão inseridas essas cenas e esse universo na novela?

A música é mais viva dentro de Cúmplices de Um Resgate porque conta a história de dois grupos musicais. O telespectador vai acompanhar todo o processo de formação de uma banda, com ensaios, shows e gravação de videoclipes. Tenho certeza que vão se divertir bastante.

A novela Cúmplices de Um Resgate terá cenas externas? Haverá gravação na cidade cenográfica?

Sim, a novela terá diversas cenas gravadas ao ar livre e em paisagens de tirar o fôlego. A cidade cenográfica também foi toda reformulada para a nova trama e ficou linda. Estamos estudando, também, a possibilidade de gravarmos em outros estados.

Diferentemente das tramas anteriores, Cúmplices de Um Resgate possui mais atores adultos do que jovens. O que isso muda na novela?

Cúmplices realmente tem um elenco mais adulto e aborda temas um pouco mais delicados do que as tramas anteriores. Mas tomamos o cuidado de manter a leveza da novela, expondo esses dramas sem agredir a ninguém e sempre mantendo o bom humor. Outra medida tomada para equilibrar a parte infantil da novela, foi crescer as tramas desses núcleos.

A novela também possui vários animais que interagem com os personagens. Como é escrever essas cenas?

É uma delícia escrever as cenas dos bichinhos. Eu e a minha equipe nos divertimos muito. Eles trazem um ar lúdico pra trama. 

Você vêm de vários sucessos seguidos na televisão, como Carrossel, Chiquititas e a série Patrulha Salvadora. Existe uma fórmula para o sucesso? O que será aproveitado em Cúmplices de Um Resgate?

Não existe nenhuma fórmula secreta para o sucesso. Ele simplesmente acontece, como fruto de um trabalho sério, bem intencionado, que não visa apenas o lucro material, mas sim contribuir da melhor maneira possível para influenciar positivamente gerações e famílias. Motivar as pessoas a conviverem em paz e harmonia, apesar de tempos tão conturbados, tem sido a nossa meta.

Quais são as expectativas quanto à reação dos telespectadores ao assistir Cúmplices de Um Resgate? O que as pessoas podem esperar da novela?

Nossas expectativas são para que o público do SBT sinta que faz parte dessa grande família. Nosso desejo é que os telespectadores sintam ter deixado os problemas do lado de fora, para poderem usufruir de momentos lúdicos e de bom entretenimento. Cúmplices de Um Resgate é uma novela divertida, romântica e com muito suspense.