Elizabeth Jhin
Elizabeth Jhin (Divulgação/ TV Globo)

Nesta terça-feira, a Rede Globo estreia mais uma novela de Elizabeth Jhin. Espelho da Vida ocupa a faixa das 18h, em substituição a Orgulho e Paixão, de Marcos Bernstein. A saber, Além do Tempo (2015) foi seu trabalho anterior. De carona na estreia da nova história, vamos relembrar outros romances e intrigas criados pela novelista como autora titular.

Orgulho e Paixão: novela conseguiu ser leve, agradável e crítica às 18h

Além do Tempo (2015/16)

Alinne Moraes e Rafael Cardoso, protagonistas de Alem do Tempo
Alinne Moraes e Rafael Cardoso, protagonistas de Além do Tempo (Divulgação/TV Globo)

A história era dividida em duas fases. Uma era ambientada em meados do século 19 e a outra, nos dias atuais. Ambas eram centradas no triângulo amoroso formado por Lívia (Aline Moraes), Felipe (Rafael Cardoso) e Melissa (Paola Oliveira). O mesmo elenco, exceto algumas ausências numa fase ou na outra, contou a história em seus dois tempos. Os nomes dos personagens eram os mesmos, para os mesmos intérpretes. O que se alterava era a situação deles, embora permanecessem relacionados. Por exemplo, a malvada Condessa Vitória (Irene Ravache) era patroa de Zilda (Nívea Maria) em 1865. Na fase de 2015, as duas reapareceram como irmãs. Esse tempero a mais, por assim dizer, ajudou a conquistar o público, que acompanhou o desenrolar de duas encarnações dos personagens.

“Amo viagens no tempo”, diz Elizabeth Jhin sobre temática de Espelho da Vida, sua nova novela

Amor Eterno Amor (2012)

Ser contemporânea de dois grandes sucessos pode eventualmente ter feito mal a esta novela. Com Cheias de Charme às 19h e Avenida Brasil às 21h, Amor Eterno Amor acabou ofuscada. O protagonista era Rodrigo/Carlos (Gabriel Braga Nunes), em sua busca pela antiga namorada de infância, enquanto descobre que sua origem é uma família milionária. Sua mãe era a bondosa Verbena (Ana Lúcia Torre), cuja fortuna era alvo da cobiça da irmã, Melissa (Cássia Kiss). O clima espiritual que envolvia a trama é usualmente bem aceito; no entanto, não empolgou dessa vez.

Escrito nas Estrelas (2010)

Uma novela emocionante, que tratou com honestidade, respeito e propriedade o tema do espiritismo. A jovem Viviane (Nathália Dill) conhecia Daniel (Jayme Matarazzo), e após a morte do rapaz se envolvia com o médico Ricardo (Humberto Martins), pai dele. A presença do espírito de Daniel tumultua o romance de Viviane e Ricardo, já que o jovem carregou para o Além a atração e o carinho que sentia em vida pela moça. Ela é a escolhida por Ricardo para gerar um neto seu, com sêmen de Daniel que ficara congelado. Curiosamente, oito anos depois ainda não foi reprisada.

Eterna Magia (2007)

Nina (Maria Flor) e Eva (Malu Mader), protagonistas de Eterna Magia (divulgação)

A fictícia Serranias, no interior mineiro, serviu de palco a esta história ambientada na década de 1930. Conhecida como “cidade das bruxas”, é o lar dos Sullivan, família cuja fortuna advém da mineração. O patriarca Max (Werner Schünemann) tem duas filhas. Eva (Malu Mader) é uma pianista de renome internacional. Nina (Maria Flor) é uma jovem com o dom da magia, no entanto, prefere não fazer uso dele. As duas disputam o amor de Conrado (Thiago Lacerda), noivo de Nina. Anteriormente ele fora a grande paixão de Eva.

Começar de Novo (2004/05)

Elizabeth Jhin estreou na autora titular de uma novela em parceria com Antonio Calmon. Anteriormente, ela atuava como coautora. Começar de Novo foi ao ar às 19h e contava a história do amor de Miguel (Marcos Paulo) e Letícia (Natália do Valle). Os dois ainda se amavam, mesmo separados há 30 anos por uma intriga da mãe dela, Lucrécia Borges (Eva Wilma). Um atentado contra Miguel o fizera perder a memória, e ele passou as últimas três décadas no país de origem de sua família, a Rússia. A novela começa com sua volta ao Brasil, em busca de seu passado.

Conheça nosso canal no YouTube