Ramon (David Junior), Paloma (Grazi Massafera) Marcos (Romulo Estrela) em Bom Sucesso
Ramon (David Junior), Paloma (Grazi Massafera) Marcos (Romulo Estrela) em Bom Sucesso (Divulgação/ TV Globo)

Nos mais recentes capítulos de Bom Sucesso, o casal Paloma (Grazi Massafera) e Marcos (Rômulo Estrela) ensaia uma retomada em sua relação. Isso acontece depois que o namoro entre a mocinha e Ramon (David Junior), seu grande amor, não resistiu aos percalços pelos quais passaram. Porém, ao mesmo tempo em que uma parte do público anseie por Paloma e Marcos, muitos ainda torcem para que Ramon consiga reconquistar a heroína. E esta divisão mostra que o triângulo amoroso funcionou.

Ou seja, o triângulo amoroso da trama das sete da Globo se mostra envolvente e chama a atenção do espectador. Isso porque os autores Paulo Halm e Rosane Svartman foram extremamente habilidosos na construção de seus protagonistas. Enquanto Paloma é uma mocinha que erra, seus pretendentes se mostram humanos, com suas contradições. Deste modo, ambos conseguem despertar a compaixão e, consequentemente, a torcida da audiência.

Paloma e Marcos tiveram um caso rápido, mas a química de ambos fez com que o casal ganhasse torcida. No entanto, Marcos não é um mocinho politicamente correto. Bon vivant, o jovem não consegue firmar relacionamentos duradouros, e aventuras amorosas ocupam boa parte de sua vida. Deste modo, para que sua relação com Paloma seja possível, ele precisará passar por uma transformação. E isso não é tarefa fácil.

Enquanto isso, Ramon tem uma história mais antiga com Paloma. E que terminou por escolha dele. Assim, para que ele consiga retomar esta relação, é preciso que o casal supere as dificuldades passadas. Além disso, Ramon é um tanto ciumento, e não consegue lidar bem com as escolhas de Paloma. Por isso, apesar do amor que ambos nutrem um pelo outro, eles precisam driblar a idealização deste sentimento. Na prática, a história deles não resistiu, apesar do amor deles. Resgatar este sentimento é o desafio.

Quadrado amoroso?

Há ainda um fator a mais nesta ciranda amorosa de Bom Sucesso: Alberto (Antonio Fagundes). O pai de Marcos transforma este triângulo num quadrado, já que também nutre sentimentos por Paloma. Entretanto, neste caso, o sentimento parece mais um amor platônico. Paloma tem por Alberto uma amizade profunda e sincera, mas não é apaixonada por ele. Este é outro trunfo de Bom Sucesso: não é o amor romântico que une os protagonistas da obra.

Em suma, o triângulo amoroso principal de Bom Sucesso funciona porque todo resultado é possível. Paloma, Marcos e Ramon têm qualidades e defeitos e, por conta disso, independente do casal que será formado no final, fato é que eles precisarão vencer desafios e dificuldades. E, verdade seja dita, os três personagens são bastante carismáticos, o que dificulta ainda mais torcer por um deles. Afinal, com quem Paloma deve ficar?

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Últimos vídeos do Canal no YouTube