André Azeredo no comando do SP No Ar (Reprodução / Record TV)
André Azeredo no comando do SP No Ar (Reprodução / Record TV)

Depois da saída de Reinaldo Gottino e sua substituição por Geraldo Luís no Balanço Geral SP (que culminou com a ida de Sabrina Sato para os domingos), a movimentação de apresentadores no jornalismo da Record TV continua. Recentemente, foi André Azeredo, apresentador do SP no Ar, que deixou o posto, substituído por Bruno Peruka. Agora, o canal anunciou o retorno de Celso Zucatelli, que ficará com o Balanço Geral Manhã no lugar de Peruka. São manobras que expõem a dificuldade da emissora em repor peças na condução de seus jornalísticos.

As mudanças nos noticiários matinais da Record vão se tornando cada vez mais constantes. Basta lembrar da chegada de Bruno Peruka, que se destacou como repórter do Cidade Alerta. Sua chegada ao Balanço Geral Manhã e SP no Ar foi vista como solução para ampliar a audiência da faixa. No entanto, a coisa não funcionou como esperado, e a emissora se mexeu de novo. Buscou André Azeredo na Globo e entregou ao então repórter o comando do SP no Ar. Novamente, a audiência não reagiu, e Azeredo acaba de ser deslocado para o Domingo Espetacular. Bruno Peruka, então, voltou a apresentar os dois matinais. Mas entregará o BG para Celso Zucatelli em breve.

Tantas modificações têm uma explicação: não é fácil repor comandantes dos jornais populares do canal. A Record TV tem uma galeria de programas aos moldes do Cidade Alerta. E são formatos muito dependentes de seus apresentadores. É preciso cancha, repertório, capacidade de improviso e, ainda, descontração. Neste contexto, a emissora teve grandes nomes, como Marcelo Rezende e o próprio Reinaldo Gottino. Os remanescentes são Luiz Bacci e Geraldo Luís. Pouco, se considerarmos que a Record tem nada menos que quatro jornais diários no formato.

Celso Zucatelli

Apostas caseiras, como Bruno Peruka, ou contratações da concorrência, como André Azeredo, não refrescaram a situação da emissora. Sendo assim, a emissora agora recorreu a um velho conhecido. Celso Zucatelli já teve duas passagens pela Record TV, atuando tanto no entretenimento quanto no jornalismo. Ou seja, é um nome com o traquejo necessário para a função de apresentador do Balanço Geral Manhã, atração que assumirá em breve. Pode funcionar.

Trazer de volta Zucatelli é mais um indício da grande dificuldade da Record de emplacar novos apresentadores em seus jornais populares. A emissora precisa, desde já, reforçar seu time, treinar novos profissionais e, se preciso, fazer novas contratações. Afinal, sua grade é totalmente calcada neste tipo de programa. Não ter “planos B’s” é um risco muito alto que a emissora tem se deixado correr.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Últimos vídeos do Canal no YouTube