Lucy Ramos como Sílvia em A Dona do Pedaço (Reprodução/Globo)

Na novela das 21h da Globo, A Dona do Pedaço, a atriz Lucy Ramos interpreta Sílvia. Ela é irmã de Gilda (Heloísa Jorge) e cunhada de Amadeu (Marcos Palmeira), o grande amor da protagonista Maria da Paz (Juliana Paes). Professora, ela dá aulas de inglês e vivia um relacionamento com Márcio (Anderson Di Rizzi). No entanto, a empresária de influencers Kim (Mônica Iozzi) se decidiu a ter o rapaz para si e não desistiu até conseguir separá-lo de Sílvia.

Um breve retrospecto da carreira de Lucy Ramos na televisão

Com toda a certeza, o primeiro grande momento da carreira de Lucy Ramos na televisão até agora foi em 2006. A atriz interpretou Adelaide no remake de Sinhá-Moça, novela de Benedito Ruy Barbosa baseada na obra de Maria Dezonne Pacheco Fernandes. Muito bonita, a dama de companhia da personagem-título (Débora Falabella) chamava a atenção dos homens da pequena cidade de Araruna. E conquistou o coração de José Coutinho (Eduardo Pires), jovem advogado, filho do fazendeiro Coutinho (Othon Bastos). Na versão original de 1986, a saber, Solange Couto viveu Adelaide e Tato Gabus Mendes foi José. Só para ilustrar, Lucélia Santos foi Sinhá-Moça e Yvan Mesquita interpretou o Sr. Coutinho.

Maria Cesária (Lucy Ramos) e Rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia) em Cordel Encantado
Maria Cesária (Lucy Ramos) e Rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia) em Cordel Encantado (Reprodução).

Posteriormente, Lucy foi a Maria Cesária em Cordel Encantado (2011), de Duca Rachid e Thelma Guedes, autoras de Órfãos da Terra. Cozinheira de mão cheia, ela encantou o Rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia), soberano de Seráfia, reino europeu. Nesse ínterim esteve presente em novelas como Pé na Jaca (2006/07) e Ciranda de Pedra (2008). Ademais, nos últimos anos participou de A Força do Querer (2017) e O Tempo Não Para (2018).

O desperdício da atriz nas novelas

Todavia, mesmo que tenha sido escalada para papéis que saíram do estereótipo da mulher negra como escrava, objeto sexual ou pobre e marginalizada, Lucy Ramos acaba em geral sendo um pouco desperdiçada, com exceções. Talentosa, carismática e bonita, a atriz merece ser aproveitada de melhor forma pela nossa teledramaturgia. Especialmente o horário das 21h, de grande visibilidade, pode render a Lucy boas cenas, uma personagem bem construída e que não sirva apenas para ser passada para trás por Márcio e Sílvia. Ao ser escalada para A Dona do Pedaço, Lucy Ramos declarou que sempre quis fazer uma novela de Walcyr Carrasco. E a diretora artística Amora Mautner é sua velha parceira de trabalho. Alô, pessoal! Vamos valorizar a presença da moça, que merece bastante.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Últimos vídeos do Canal no YouTube