Iza, Ivete Sangalo, Lulu Santos e Michel Teló, técnicos do The Voice Brasil 8
Iza, Ivete Sangalo, Lulu Santos e Michel Teló, técnicos do The Voice Brasil 8 (Foto: Globo/ Isabella Pinheiro)

De tempos em tempos, o The Voice Brasil promove uma troca em seu time de técnicos. Depois de Michel Teló substituir Daniel, e Ivete Sangalo ocupar a cadeira de Claudia Leitte, agora é a vez de Iza entrar na vaga de Carlinhos Brown. Com isso, o talent show da Globo, pela primeira vez, aposta numa cantora ainda em início de carreira para ser uma das técnicas. Decisão controversa. Mas, a julgar pela estreia de hoje (30), pareceu acertada.

Sim, uma das características do The Voice pelo mundo é contar com cantores consagrados no time de técnicos. Afinal, se eles se propõem a serem justamente técnicos, a experiência conta bastante. No entanto, uma cantora ainda em início de carreira, como é o caso de Iza, pode contribuir no sentido de fazer o programa sair do lugar-comum.

Como Iza tem poucos anos de estrada, ela pode contribuir com a seleção ao trazer um olhar novo, com mais frescor, sobre os candidatos. Assim, pode montar um time diferenciado, mais baseado na emoção. Até porque, verdade seja dita, o feeling conta tanto quanto a experiência no momento de os técnicos montarem seus times. E Iza, nesta estreia, mostrou ter. Além disso, é uma cantora simpática e extremamente carismática. Em suma, trata-se de uma aquisição que traz sangue novo à atração, que chega à sua oitava temporada carecendo de renovação.

Técnicos “viciados”

Técnicos com muito tempo no programa acabaram por se tornar um problema dentro do The Voice Brasil. A tendência é que eles se tornem, aos poucos, personagens de si mesmos. Assim, suas performances vão ficando over. Claudia Leitte e Lulu Santos foram bastante afetados pelo tempo de permanência no The Voice, abusando das caras e bocas e soando forçados.

Curiosamente, Michel Teló já emplaca sua quinta temporada e ainda não caiu nessa armadilha. Ivete também segue espontânea. E Lulu, agora o único remanescente da formação original, já abaixou o tom. Ou seja, as mudanças foram benéficas para quem saiu e para quem ficou.

Além da presença de Iza, o The Voice Brasil também tem como novidade a presença de Jeniffer Nascimento como repórter de bastidor. A vencedora do Popstar, no ano passado, mandou bem na função. E Tiago Leifert como o apresentador segue à vontade. Deste modo, como entretenimento, o The Voice continua eficiente. Só falta agora lançar um ídolo de verdade.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Últimos vídeos do Canal no YouTube