Elenco do Amor & Sexo
Elenco do Amor & Sexo (Globo/Raquel Cunha)

Programa cuja apresentadora disse que ia acabar várias vezes, Amor & Sexo sempre retorna surpreendendo. A atração de Fernanda Lima chama a atenção pela maturidade dos debates que costuma promover. E não foi diferente na reestreia de ontem (09), quando o programa assumiu de vez seu discurso político e tratou de vários tabus que são discutidos atualmente no país.

No primeiro episódio desta temporada, Amor & Sexo falou sobre um pouco de tudo. Houve espaço para discutir diversidade sexual, liberdade de ideias, homossexualidade, objetificação do corpo, machismo, racismo, feminismo, assédio, entre tantos outros temas importantes. Como foram muitas as temáticas, a discussão não foi tão aprofundada, mas é provável que isso aconteça no decorrer da temporada. E este é o grande trunfo do programa desde que ele deixou de ser um game show para ser um debate comportamental. Agora, seus episódios conversam entre si e cada temporada consegue abarcar uma série de assuntos.

Leia também: Internautas comemoram a representatividade na estreia do Amor & Sexo

Num momento político em que muitos destes temas estão em discussão, Amor & Sexo surpreendeu ao assumir um lado. Os discursos de Fernanda Lima e seus convidados deixam claro que a atração se coloca como um instrumento a favor da liberdade e contra a censura e a hipocrisia. Uma missão louvável, pois leva para a conservadora plateia da TV aberta um debate corajoso sobre assuntos que incomodam muita gente. E o desafio, neste caso, é se fazer entender.

Por conta disso, Amor & Sexo acaba soando didático ao extremo para alguns. E é verdade. Mas isso é importante. Afinal, o programa trata de assuntos espinhosos e pouco discutidos para uma plateia muito heterogênea. O didatismo, portanto, é uma maneira de se alcançar o maior número possível de pessoas. Além disso, o programa alivia o debate sério com comentários espirituosos e brincadeiras no palco que sempre divertem. Ao final do episódio, sempre fica a sensação de que, além de divertir, o programa provocou alguma reflexão. E provocar, nestes tempos em que o retrocesso bate à porta, é uma missão um tanto quanto nobre.

A evolução do Amor & Sexo

Quando entrou no ar, em 2009, o Amor & Sexo era bem diferente. Era, basicamente, um game show comportamental, no qual Fernanda Lima promovia disputas com seus convidados. Despretensioso, o programa até debatia ideias, mas sempre de maneira superficial.

A grande reformulação veio em 2012, quando ele se assumiu um programa de auditório. Assim, a atração passou a receber convidados que traziam histórias e situações para que um júri avaliasse. Este formato foi se transformando de temporada a temporada, aumentando o espaço para debates temáticos.

Atualmente, Amor & Sexo recebe convidados que tratam dos mais variados assuntos, buscando sempre aumentar a representatividade e, consequentemente, a legitimidade dos discursos. Assim, deixou de ser um mero game para se tornar um palco de grandes discussões. E é raro a TV aberta se abrir para promover debates tão contundentes num programa de entretenimento. Por isso mesmo, o programa mudou para melhor.

Leia também: Com Tricotando, RedeTV! se torna canal de um assunto só

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui