Xuxa e Junno Andrade no Dancing Brasil
Xuxa e Junno Andrade no Dancing Brasil (divulgação)

Estreia da noite de ontem (26) da RecordTV, o talent show Dancing Brasil promete mais uma temporada de emoções. Como sempre, a atração mostrou sua força estrutural e técnica, oferecendo um espetáculo de alto nível ao público. E Xuxa se mostra cada vez mais à vontade no formato. Entretanto, alguns pontos negativos foram observados na estreia, como o elenco irregular e a performance de Junno Andrade, novo coapresentador do programa.

Com o novo parceiro de Xuxa em cena, a direção do Dancing Brasil optou por dar mais mobilidade à apresentação. Assim, Junno não ficou o tempo todo no mezanino, como acontecia com Sergio Marone e Leandro Lima. O ator e cantor também era visto nos bastidores, entrevistando os competidores antes de entrarem em cena e chamando os VT’s de ensaios. A “quebra” da estrutura habitual foi um acerto, já que deu um novo ritmo ao desenrolar da atração, que costumava ser muito “quadradinha”.

Leia também: Veja perfis e fotos dos participantes da quarta temporada do Dancing Brasil

Com o novo ritmo, Xuxa Meneghel também teve espaço para mostrar a que veio. Ela ainda segue muito presa ao texto pouco inspirado do programa, mas surpreende e diverte nos momentos em que se permite sair do roteiro. Sobretudo na interação com os participantes e os jurados, Xuxa dá sua opinião, faz graça e se diverte. Com isso, deixa claro aos olhos do público que está feliz ali. E isso é fundamental. Em suma, Xuxa está radiante e retornou ao ar com força.

Junno não disse a que veio na estreia do Dancing Brasil

Enquanto Xuxa estava plena na condução do Dancing Brasil, o mesmo não se pode dizer de seu namorado. Junno Andrade é simpático e esforçado, mas parecia um tanto deslocado na função de repórter da atração. Em suas aparições, Junno fazia perguntas óbvias, sem se permitir sair do lugar-comum. Com isso, as comparações com seu antecessor, o ator Leandro Lima, foram inevitáveis.

Leia também: Internautas criticam atuação de Junno na estreia de Dancing Brasil

Leandro Lima levou a coapresentação do Dancing Brasil a um outro patamar, após o desempenho mediano de Sergio Marone. Leandro ria e se divertia com os participantes, além de fazer um ótimo bate-bola com Xuxa. Já Junno cumpriu um papel burocrático, até mesmo na interação com Xuxa. Talvez por conta do receio de não levar a intimidade do casal para o palco, o entrosamento entre os dois em cena se mostrou frio.

Elenco irregular

Outro ponto fraco da estreia do Dancing Brasil foi o elenco irregular de participantes. Na primeira temporada, o número de nomes expressivos na disputa surpreendeu. Porém, nas demais, a mescla de nomes conhecidos e outros nem tanto foi ficando cada vez maior. Deste modo, o atual Dancing Brasil parece reunir o maior número de artistas que andavam meio sumidos da história do programa.

Além disso, a escalação de elenco do Dancing Brasil acabou deixando ainda mais claro um problema que começa a ser constante na RecordTV. Afinal, a emissora vem exibindo uma série de realities que conta com “famosos” no elenco. Só neste ano, além do Dancing, houve Power Couple, Canta Comigo e A Fazenda. Com isso, o “reaproveitamento” de artistas tem ficado cada vez evidente. É o caso de Fran Grossi e Nizo Neto, que pularam do Power Couple direto para o Dancing Brasil. O mesmo Power Couple de onde “surgiram” Nadja Pessoa e Rafael Ilha, atualmente em A Fazenda.

Mas isso não tira o brilho do programa, que segue como a mais bem-feita atração da linha de shows da RecordTV. Neste momento em que o canal completa 65 anos com poucos bons produtos para oferecer, Dancing Brasil é um destaque positivo.

Leia também: Mesmo com casal protagonista irregular, Espelho da Vida é promissora

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Veja também a nossa vídeo crítica:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui