Agora É com Datena
Agora É com Datena (divulgação/Band)

Apesar de ter uma longa estrada como jornalista esportivo na televisão, foi no jornalismo policial que José Luiz Datena se tornou um nome forte da TV brasileira. O apresentador, com seu estilo peculiar, elevou o patamar dos jornais policiais de fim de tarde, tornando-se um verdadeiro fenômeno: fez do Cidade Alerta, na Record, o sucesso que é até hoje; elevou a audiência da RedeTV! em sua curta passagem pelo canal, quando comandou o Repórter Cidadão; e se tornou um dos principais nomes da Band, à frente do Brasil Urgente. No entanto, agora que foi transformado num animador de programa dominical, com o Agora É com Datena, o artista ainda tateia, em busca de uma identidade como apresentador.

Agora É com Datena ainda busca um lugar ao sol. Com longas seis horas de duração, e em meio à concorrida programação dominical da TV brasileira, a nova atração da Band ainda oscila. Os longos musicais e os quadros de entretenimento ainda não disseram a que vieram, mas o programa demonstrou potencial ao apostar em coberturas jornalísticas. Ou seja, a atração tem testado no ar o que funciona ou não, e ainda passará por uma série de ajustes. Há quem diga que, depois da Copa, o programa perderá duas horas e se tornará mais jornalístico. Neste plano, o game show A Fuga, um dos principais quadros da atração, se tornaria um programa solo.

Investindo em jornalismo, Agora é Com Datena vira maior audiência nacional da Band

São planos bastante viáveis, pois permitirão que José Luiz Datena se encontre como apresentador de entretenimento. Após anos no jornalismo policial, é até esperado que a transição seja gradual, afinal, Datena precisa se ajustar para encontrar sua persona no palco de um auditório. Ele é bom: se expressa muito bem, tem presença de palco, estofo no “ao vivo” e desenvoltura necessários. Mas ainda não tem personalidade. E é isso que ele está buscando.

Aumentar o jornalismo do Agora É com Datena pode fazer com que o apresentador exercite seu lado contador de histórias, algo muito utilizado nos tempos do Brasil Urgente, e até no extinto No Coração do Brasil, exibido pela Band tempos atrás. Ou seja, o apresentador pode seguir a cartilha de Geraldo Luís, da Record, e encontrar seu próprio jeito de narrar histórias e situações. Tem a ver com ele e pode ser uma saída para o dominical.

Nany People sobre atuar em O Sétimo Guardião: “Ainda é cedo pra comentar”

Já fazer de A Fuga um programa solo no horário nobre também pode ser render resultados interessantes. O game é o melhor e mais dinâmico quadro do Agora É com Datena. Soma-se a isso a boa experiência do próprio Datena comandando o game show Quem Fica em Pé?, exibido pela Band em 2012. Ou seja, ele tem todas as condições de repetir o êxito do passado.

O maior problema visto até aqui foi que o Agora É com Datena estreou parecendo um teste, com um formato pouco definido, e vem buscando seu rumo no ar. E este jeitão de “ensaio aberto” poderia ter queimado o título. Mas ainda há tempo e possibilidade de salvá-lo. Ao menos, há a vontade de acertar, e o canal não deve temer reformulações. O Datena animador tem potencial.

Bons resultados da RedeTV! aos domingos evidenciam a importância do hábito na TV

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui