Rogério Morgado, Juju Salimeni e Milton Neves no Show do Esporte
Rogério Morgado, Juju Salimeni e Milton Neves no Show do Esporte (divulgação)

Entre tantos lançamentos promovidos nos últimos meses, a Band lançou o novo Show do Esporte há dois domingos. O novo programa de Milton Neves resgata um título forte da emissora: Show do Esporte era o nome de uma antiga programação dominical da emissora, formada por transmissões ao vivo de esportes diversos e muita informação, sob a batuta do saudoso Luciano do Valle. Desta vez, no entanto, a proposta é diferente. O Show do Esporte é um programa de auditório que trata de temas esportivos.

Com o novo Show do Esporte, a Band tentou apostar no lado animador de Milton Neves. Ao invés de colocá-lo apenas como mediador de debates esportivos, a emissora apostou num Milton Neves comunicador, capaz de se divertir no palco ao trazer atrações diversas. Assim, a análise esportiva perdeu espaço, dando lugar a games e algumas bizarrices típicas de shows de auditório dominicais.

Maju compartilha imagem de JN em gibi da Turma da Mônica: “Sensacional”

Que Milton Neves é um comunicador que vai além dos debates esportivos, isso é fato. Mesmo assim, a Band errou feio na concepção do novo Show do Esporte. Afinal, a emissora abriu mão do Terceiro Tempo, uma de suas maiores audiências, para dar espaço a um produto híbrido, que mira no esporte e no entretenimento, mas acaba não acertando em nenhum dos dois.

Isso porque, apesar de a Band ter perdido boa parte de suas transmissões esportivas, o esporte, em especial o futebol, ainda está no seu DNA. Grande parte da audiência que busca atrações sobre esporte ainda opta pela Band. Não por acaso, suas maiores audiências são justamente os esportivos Jogo Aberto e Os Donos da Bola, exibidos diariamente na hora do almoço. O canal não exibe mais as partidas, mas ainda concentra programas de análise que agradam os fãs do esporte.

Ao abrir mão do Terceiro Tempo, a emissora simplesmente ignorou seu principal público. A intenção era boa, já que a ideia era suceder o Pânico na Band com um programa que pudesse agradar um público mais variado. Mas, na prática, não funcionou, já que o Show do Esporte afugentou a audiência que curte esportes, mas não agregou outro tipo de público. Tremenda bola fora da emissora.

Sem programa, desafio de Angélica é recuperar status de estrela

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Últimos vídeos do Canal no YouTube