O bailarino Téo e Geovanna Tominaga no Dancing Brasil
O bailarino Téo e Geovanna Tominaga no Dancing Brasil (Blad Meneghel/Record TV)

A atriz, apresentadora e jornalista Geovanna Tominaga sagrou-se a grande vencedora da terceira temporada do Dancing Brasil. A competição de dança apresentada por Xuxa Meneghel teve uma final feminina, mostrando a atriz Bárbara Borges e a ex-miss Raíssa Santana disputando a preferência do público com Geovanna, que acabou levando a melhor.

Geovanna teve uma trajetória interessante dentro do Dancing Brasil. Desde o início, a artista mostrou ter jeito para a coisa, abusando do traquejo adquirido quando era assistente de palco de Angélica nos infantis que a loira apresentou na Manchete, no SBT e na Globo. No entanto, num determinado momento, Geovanna parecia ter ligado o “piloto automático” e estacionou sua evolução, situação que foi constatada pelos jurados Paulo Goulart Filho, Fernanda Chamma e Jaime Arôxa. Por muito pouco, não experimentou uma “zona de risco”, sendo salva por um “tira-teima” numa das fases da competição. Mas Geovanna usou as análises dos jurados ao seu favor e voltou a surpreender. Na final, mostrou o quanto cresceu. Acabou sendo agraciada com a vitória, numa disputa acirrada com Raíssa e Bárbara, que também foram muito bem.

Geovanna Tominaga confirma favoritismo e vence terceira edição do Dancing Brasil


A vitória de Geovanna Tominaga no Dancing Brasil 3 reafirma o valor e o carisma da artista. Versátil, Geovanna, após deixar o programa de Angélica, mostrou talento como atriz fazendo pontas em novelas, mas, principalmente, como apresentadora. Foi a principal comandante da TV Globinho, último infantil da Globo, e mesmo tendo como única função anunciar desenhos animados, ela o fazia sempre com graça e simpatia. Deixou a atração para se tornar repórter e apresentadora do Vídeo Show, quando ganhou os holofotes ao ter seu microfone tomado pela atriz Susana Vieira ao vivo. E mostrou jogo de cintura, ao sair muito bem da situação. De lá, foi para o Mais Você, onde passou um bom tempo como repórter, até deixar a Globo. Em sua trajetória artística, também atuou como apresentadora da TV Vanguarda, emissora afiliada da Globo.

Mesmo não tendo se tornado uma estrela do primeiro time, Geovanna tem uma história na TV com bons serviços prestados. E sua passagem pelo Dancing Brasil reafirmou sua competência. Por conta disso, Geovanna é um nome a se prestar atenção. Ela merece continuar tendo espaço na televisão, pois já provou, várias vezes, que é boa no que faz. Que apareçam logo novas oportunidades para ela!

Sem propósito, Deus Salve o Rei é uma experiência que não deu certo

Quanto ao Dancing Brasil, o reality show finalizou mais uma excelente temporada. Bem produzida, com emoção e diversão, a atração é um dos destaques da atual programação da Record. Xuxa teve ótima performance, e seu partner Leandro Lima foi uma agradável surpresa. No entanto, a audiência não conseguiu se manter ao longo da temporada, o que sinaliza um desgaste da fórmula. Como dito aqui anteriormente, a direção da Record precisa, com urgência, buscar um novo formato para Xuxa, para revezar com o Dancing Brasil ou substituí-lo em definitivo. A competição de dança deveria ter apenas uma temporada por ano, e não duas.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.