Amaury Jr.
Amaury Jr. (divulgação)

No ar há duas semanas num novo programa que leva seu nome nas noites de sábado na Band, Amaury Jr. tem sido pauta constante do noticiário televisivo. Isso porque as duas edições de sua nova atração perderam para o programa de seu “ex-patrão”, Marcelo de Carvalho, que comanda o game show O Céu É o Limite nas noites de sábado da RedeTV!.

O fato é que já se tratava de um resultado esperado. Afinal, Amaury Jr. está há mais de 30 anos na televisão, fazendo seu conhecido colunismo social eletrônico, mas nunca foi bom de Ibope. Em seus anos na RedeTV!, raramente alcançava um ponto de audiência. Um resultado constante em sua carreira. Na realidade, Amaury sempre propôs um programa segmentado e, como tal, atinge a um nicho específico da audiência. Nicho este que pode ser bom de consumo, daí o bom faturamento da atração, mas não é um público expressivo no que se refere aos números de audiência. Por isso mesmo, sempre foi exibido nas madrugadas, horário sem concorrência e sem muita obrigação com resultado de Ibope.

No entanto, neste retorno à Band, Amaury Jr. vive, agora, um contexto diferente. Ele não está mais à frente de um diário exibido nas madrugadas, e sim de um semanal, exibido num horário mais “visível”. Ou seja, está diante de uma potencial plateia bem maior, além de concorrer com vários outros programas. Além de O Céu É o Limite, o programa também bate de frente com o Altas Horas, da Globo, e a série Sobrenatural, do SBT. Em breve, Sabrina Sato também entrará nesta contenda, já que seu programa mudará de horário na Record.

E, mesmo neste contexto diferente, Amaury Jr segue fazendo o que sempre fez: cobertura de festas e eventos, matérias de viagem e consumo e entrevistas chapa-branca. Um conteúdo sem grande potencial de audiência. Se quiser entrar de verdade na “guerra de audiência” das noites de sábado, a Band terá que mexer no programa de Amaury. Mas, se o faturamento do programa compensar seus números parcos, é melhor deixar como está. Afinal, não se mexe em time que está ganhando.

Quem Não Viu Vai Ver é uma agradável surpresa nos domingos do SBT

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.