SBT Notícias ameaçado? Seria mais um retrocesso do SBT

Cassius Zeilmann é um dos apresentadores do SBT Notícias
Cassius Zeilmann é um dos apresentadores do SBT Notícias (reprodução)

Por estes dias, circulou a notícia de que Silvio Santos estaria disposto a acabar com o SBT Notícias, noticioso que ocupa toda a madrugada de sua emissora. Criado por ele mesmo e lançados às pressas no final do ano passado, o jornal não decepciona no Ibope. Um dos sinais do acerto da medida é o fato de a Globo, recentemente, ter lançado uma faixa de reprises do Globo Repórter na madrugada, ampliando sua programação jornalística que já começa cedo, às 5h.

Não que o SBT Notícias seja um achado de jornal, muito pelo contrário. Dividido em módulos, cada um apresentado por um âncora diferente, o noticioso ocupa suas longas horas com reprises de matérias e material feito por afiliadas e para os outros jornais da emissora. Não há muito investimento em recursos próprios e nem a preocupação em dar uma identidade própria ao jornal.

Mesmo assim, SBT Notícias se tornou uma boa opção para aqueles que acordam muito cedo, ou aqueles que trabalham à noite e têm na televisão uma companhia. Além, claro, dos insones, que ficam sem opções nesta faixa de horário. O jornal, então, serve como uma fonte de informação e distração para o espectador da madrugada. Por isso mesmo, sua audiência sempre foi satisfatória, já que SBT Notícias não tem concorrente e oferece conteúdo a quem assiste.


Além disso, SBT Notícias ainda teve o trunfo de revelar alguns novos e promissores apresentadores para o jornalismo da emissora, como Cassius Zeilmann e João Fernandes. Eles se juntam às ótimas Karyn Bravo e Analice Nicolau, agregando valor e simpatia à apresentação do jornal.

Por isso mesmo, o SBT, leia-se Silvio Santos, não deveria cogitar acabar com o jornal. Segundo vários sites de notícias, SBT Notícias estaria ameaçado de extinção como uma medida de contenção de despesas. Sendo assim, melhor corte seria o do Primeiro Impacto, que conta com conteúdo duvidoso e apresentadores sem nenhum apelo comercial. Não faria sentido nenhum cortar um bom jornal para diminuir despesas, enquanto um jornal ruim e pouco rentável se mantém no ar.

Record acerta com reprise de Ribeirão do Tempo

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.