Felipeh Campos, Léo Dias e Fabíola Reipert travam batalha pelas fofocas nas tardes da TV

Felipeh Campos, Fabíola Reipert e Leo Dias
Felipeh Campos, Fabíola Reipert e Leo Dias (Reprodução)

O mercado de notícias dos famosos nunca esteve tão acirrado nas tardes da tv brasileira, como tem estado atualmente. Se até pouco tempo esse tipo de conteúdo era visto como coadjuvante, menos importante, algo complementar às pautas dos programas, hoje é o carro chefe das atrações e tem gerado brigas até mesmo entre os jornalistas que cobrem esse segmento, também conhecido como entretenimento, fofoca e afins.

Verdade é, que quadros de fofocas sempre tiveram espaço na televisão, principalmente em programas ditos ‘femininos’, mas agora, as notícias das celebridades invadiram o telejornal, a revista eletrônica e deram origem a programas próprios, focados nesse tipo de assunto. Exemplos disso são o Balanço Geral, na Record TV; o A Tarde é Sua, na RedeTV! e o Fofocalizando, no SBT.

Os dois primeiros tiveram seus formatos remodelados. O Balanço Geral, que era totalmente um noticiário policial, dedica atualmente grande parte do seu horário às fofocas, no quadro Hora da Venenosa, com Fabíola Reipert. O A Tarde é Sua, que explorava assuntos diversos, entre eles o policial também, atualmente está todo centrado na Roda da Fofoca.


Veja também: “Bagunçado”, Fofocalizando precisa de um âncora

Mas, além da grande audiência e fidelidade do público que a fofoca tem gerado nas tardes da tv, um outro detalhe tem chamado atenção: a disputa não somente pela preferência do telespectador, mas principalmente a briga pelo furo, pela notícia exclusiva, que os jornalistas lutam diariamente para conseguirem dar em suas respectivas atrações.

Até pouco tempo, Fabíola Reipert nadava de braçada, sem concorrência no mesmo horário na tv, tinha as melhores fontes, as notícias mais bombásticas, tudo com exclusividade para seu quadro no Balanço Geral SP. Passado algum tempo, o êxito de Fabíola na Record fez o SBT criar o Fofocando, depois rebatizado de Fofocalizando, trazendo para o fronte de batalha o jornalista Léo Dias, até então conhecido por sua coluna no jornal O Dia do Rio de Janeiro e por participações como repórter do TV Fama.

Léo Dias então acionou todo seu arsenal de fontes, especialmente no Rio, com as celebridades globais e começou a ganhar destaque com as notícias em primeira mão. Voando em céu de brigadeiro, apesar do exitoso trabalho de Fabíola Reipert, ele estava dominando o mercado e parecia não ser páreo para mais ninguém.

Porém, ele não contava com um adversário, talvez inesperado. Para deixar essa briga ainda mais quente, Sonia Abrão, que já é conhecida por comentar as notícias dos famosos há anos, trouxe para seu time o jornalista Felipeh Campos, famoso por participações em programas e no reality A Fazenda e pelas polêmicas declarações e opiniões sobre os mais diversos assuntos.

O jornalista chegou pronto para o confronto, com seus bafões ele passou a descentralizar ainda mais as bombas, exclusivas e furos, que antes tinham como destino Fabíola Reipert e principalmente Léo Dias.

As investidas de Felipeh Campos e seus bafões passaram então a despertar a ira de Léo Dias, que vê seu reinado talvez ameaçado. Prova disso são as acusações publicadas nas redes sociais, em que ele supostamente acusa Felipeh e o A Tarde é Sua de ‘roubar’ pautas, não dar o crédito e dar a notícia como se fosse exclusiva.

não perca

Uma publicação compartilhada por LeoDias (@euleodias) em

Verdades e razões à parte, o que tem acontecido é prova de que a busca pelas mesmas pautas, quem sabe até com as mesmas fontes, tem gerado esse conflito entre os jornalistas e isso tende a aumentar ainda mais, a medida que Felipeh Campos continuar avançando sobre o campo de batalha.

Essa disputa, de certa forma, é saudável e obriga os jornalistas a saírem da zona de conforto, diversificando as pautas e fontes. Ficarem brigando nas redes sociais não vai fazer diferença, melhor seria se certificarem de que suas fontes são confiáveis e não repassam a mesma informação para mais de um jornalista.

Confira: Leo Dias é o grande acerto do Fofocalizando

Mas em um ponto Léo Dias tem razão, se algum jornalista comenta a notícia de outro, ele tem a obrigação de citar a fonte original, seja ela qual for, até mesmo o concorrente direto, isso não é demérito, pelo contrário é digno e ético. Agora, se Felipeh Campos tem furado Léo Dias, atitude essa feita de maneira correta ou não, cabe ao Léo adotar outras estratégias para blindar suas exclusivas e evitar que vazem, porque se vazar não há nada que impeça outro jornalista de publicar.

Enquanto eles se enfrentam, quem ganha é o público que se deleita com as fofocas quentes nas tardes da tv brasileira e querem mais. Quem será capaz de oferecer a melhor informação, em primeira mão? Vamos acompanhar!