“Bagunçado”, Fofocalizando precisa de um âncora

Apresentadores do Fofocalizando
Apresentadores do Fofocalizando (Divulgação)

Apesar de ter incluído um trocadilho com a palavra “foco” em seu título, o Fofocalizando, do SBT, muitas vezes peca justamente pela falta de foco. Um dos motivos é o fato de a atração ter cinco comandantes, mas nenhum deles toma para si a missão de organizar o bate-papo. Décio Piccinini, Mamma Bruschetta, Leão Lobo e Mara Maravilha dividem o mesmo espaço e adoram se atropelar. Leo Dias, por estar num outro estúdio, consegue ter uma participação menos “bagunçada”.

Desde que entrou no elenco, quando o Fofocando virou Fofocalizando, Décio Piccinini, em vários momentos, chama para si a organização do bate-papo. Mas é pouco. O programa poderia ficar mais orgânico e menos confuso se houvesse a figura de um âncora bem definida. Afinal, o formato do Fofocalizando é a de um programa de debates, com diferentes figuras dividindo um sofá e expressando opiniões acerca dos assuntos tratados. E, em qualquer debate, a figura de um mediador se torna fundamental para organizar a discussão.

Um exemplo simples é o Saia Justa, do canal GNT. A atração tem um sofá composto por quatro debatedoras, que são Astrid Fontenelle, Mônica Martelli, Taís Araújo e Pitty. Mas é Astrid a âncora: é ela quem organiza os assuntos que serão tratados, faz a introdução de cada um deles e media a conversa, dando espaço às demais colegas e, na medida do possível, evitando que se atropelem em cena. Claro, o Saia Justa é um programa de debates, enquanto o Fofocalizando é um programa de fofocas. No entanto, por mais que suas propostas sejam diferentes, seus formatos são semelhantes, logo, cabe a comparação.


Na última semana, vários sites afirmaram que Chris Flores foi convidada para participar do Fofocalizando durante as férias de alguns de seus componentes, em janeiro. E poderia estar justamente aí a solução. O Fofocalizando precisa de uma apresentadora (ou apresentador) com o perfil de Chris Flores, que seja capaz de mediar a conversa e organizar a discussão.

Talvez não seja interesse da própria Chris voltar a comentar a vida de celebridades de maneira efetiva, como fazia em seu início na TV, já que sua carreira tomou um outro rumo. Mas alguém com seu perfil, sem dúvidas, viria somar ao Fofocalizando. Seja como for, sem dúvidas o programa ganhará com a presença da apresentadora durante as férias dos titulares. Será uma experiência interessante.

Clichês e excesso de vilões prejudicam O Outro Lado do Paraíso

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.