Turma da Mônica agrega valor à programação infantil da TV Cultura

Cascão, Mônica, Cebolinha e Magali, personagens da Turma da Mônica
Cascão, Mônica, Cebolinha e Magali, personagens da Turma da Mônica (Maurício de Sousa)

Depois que os canais abertos reduziram drasticamente a sua programação infantil, a missão de entreter as crianças diante da telinha ficou restrita às TVs públicas e educativas, como a TV Cultura, que ainda mantém uma ampla grade de programação para crianças. A emissora paulista exibe diversos programas e desenhos ao longo de sua manhã, tarde e início da noite, servindo como (única) opção para o pequeno espectador.

No entanto, emissoras como a TV Cultura sofrem com a falta de orçamento para a produção de novos programas infantis. De vez em quando, o canal surpreende e lança alguma novidade, como os recentes Tá Certo?, Sésamo e Que Monstro Te Mordeu? (que já nem é tão recente…), por exemplo. No geral, a grade infantil é preenchida pelo todo tipo de séries de animação enlatadas, algumas que nem tem muito a ver com a proposta educativa do canal. Para não deixar a programação infantil nacional morrer de vez, o canal mantém, há alguns anos, o Quintal da Cultura, que costura a grade infantil com histórias e quadros de curiosidades.

Por conta deste cenário, foi vista com muito bons olhos a nova parceria entre a Cultura e os Estúdios Maurício de Sousa, que trouxe os desenhos da Turma da Mônica de volta à TV aberta, de onde estavam afastados desde 2014, quando a Globo tirou a série do ar. Exibida desde então unicamente pelo Cartoon Network, a Turma da Mônica teve suas aventuras animadas longe da maior plateia infantil, que é a da TV aberta. O que sempre pareceu absurdo, tendo em vista que a série traz para a telinha personagens consagrados e tipicamente brasileiros, vivendo aventuras sempre divertidas. Mais absurdo ainda é considerar que a série animada da Turma da Mônica já foi exportada para vários países, e é exibida com sucesso em muitos lugares do mundo. Ou seja, a turminha tinha menos espaço na TV de seu país de origem do que no restante do planeta. Vai entender…


Felizmente, Turma da Mônica está de volta à TV aberta, pela Cultura, diariamente às 11h30 e às 17h30. O desenho acrescenta mais qualidade e mais produção nacional à grade da TV Cultura, o que é um ganho para uma programação que, como dito anteriormente, peca pelo excesso de produção enlatada. Não que o canal não tivesse espaço para produtos nacionais, pois já exibe Osmar, a Primeira Fatia do Pão de Forma, Os Under-Undergrounds, e tantos outros. Mas a Turma da Mônica possui uma gama de personagens brasileiros tão famosos e já tão queridos pelo público, que sua presença na programação da emissora já agrega, por si só, mais valor. Neste tempo sem programas infantis na TV aberta, qualquer iniciativa neste sentido sempre deve ser aplaudida.

Belaventura não sustenta os bons índices das “escravas” antecessoras

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.