Zero1 é uma agradável novidade na grade da Globo

Tiiago Leifert comanda o Zero1 (Divulgação/Globo)
Tiiago Leifert comanda o Zero1 (Divulgação/Globo)

A Globo acertou em cheio ao entregar ao apresentador Tiago Leifert o Zero1, programa sobre o universo nerd exibido aos sábados, depois do Altas Horas. Afinal, não é todo dia que se vê numa TV aberta uma atração tão segmentada quanto esta, que fala totalmente a linguagem dos gamers, otakus e outros representantes do nicho nerd.

Zero1 é um programa curto, rápido, divertido e cheio de informação. Com apenas 15 minutos, Tiago recebe seus convidados, dá dicas de games, fala sobre filmes e séries e, principalmente, se diverte muito fazendo. A edição ligeira, com jeitão de vídeo da internet, faz com que o Zero1 fale diretamente ao seu público-alvo. E a missão do programa é cumprida com louvor, já que a atração registra bons índices de audiência em seu horário “escondidinho”.

Cria da Globo, Tiago Leifert foi realmente um talento garimpado pela emissora. Fez bem ao esporte, ao imprimir a linguagem informal que faria escola dentro da Globo, com seu jeito de comandar o até então tradicionalíssimo e quadrado Globo Esporte de São Paulo. Tanto traquejo no trato com o público o levou a posições de destaque, como no Central da Copa, onde apareceu para todo o Brasil. Dali, foi escalado para seu primeiro trabalho no entretenimento, o The Voice Brasil, no qual sempre se saiu muito bem.


Ao trocar de vez o jornalismo pelo entretenimento, Tiago foi colocado equivocadamente no time do É de Casa. A ideia era que o apresentador fosse responsável pelas “dicas nerd” do programa, mas, ao que tudo indica, tudo não saiu do papel. No tempo em que ficou ali, foram raríssimas as vezes que Tiago apareceu diante de um videogame. Felizmente, com a criação do Zero1 e a escalação do apresentador para assumir o Big Brother Brasil, Tiago deixou o matinal. Se deu muito bem!

Afinal, o apresentador ganhou um espaço só seu para falar dos assuntos nerd, que, convenhamos, ele domina bastante. Além disso, consegue se manter no ar praticamente o ano todo na emissora, com nada menos que três programas diferentes, todos de temporada. Foi muito bem em seu primeiro ano no Big Brother e deve continuar fazendo bonito no próximo The Voice, que começa logo. E, enquanto isso, ainda pode ser visto no Zero1. É um grande nome da Globo, sem dúvidas!

Só Marcos Mion salvou A Casa do fiasco total

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.