Só Marcos Mion salvou A Casa do fiasco total

A Casa
Marcos Mion apresenta A Casa (Reprodução/Record TV)

Comentei aqui ontem (05) que o excesso de roteirização prejudicava o Dancing Brasil, da Record. Na verdade, este é um problema corriqueiro nos reality shows da emissora, já que Roberto Justus também aparece muito pouco natural lendo os textos do Power Couple e de A Fazenda. No entanto, tal problema não foi visto em A Casa, reality da emissora que encerrou sua primeira temporada na noite desta terça-feira. Marcos Mion esteve muito bem à frente do programa, salvando a atração do fiasco total.

Mion foi o único destaque positivo neste reality show de extremo mau gosto. Não houve nada de atrativo num show que confinava 100 pessoas numa casa preparada para receber quatro inquilinos, fazendo-os passar por todo tipo de provação. Com água e comida regrada, e nenhum conforto, o que mais se viu foram pessoas enfraquecidas pelos cantos da casa, se acotovelando em meio aos próprios companheiros, e também à equipe de cinegrafistas, que circulava pelos cômodos.

Com este tanto de gente, não houve sequer a chance do público de se envolver afetivamente com algum deles, provocando torcida, que é o que move a maioria dos reality shows. Não houve protagonistas em A Casa, nem nada que despertasse qualquer compaixão da audiência. Era simplesmente um festival de brigas pelos motivos mais absurdos, que podem até ter divertido os mais sádicos. Mas foi só isso.


Assim, Marcos Mion acabou sobressaindo, ao dar um tom divertido e irônico à apresentação. Muito à vontade, Mion não poupava os participantes, se divertindo com as situações mais ridículas, fazendo de suas aparições momentos sempre muito divertidos. Na final, que consagrou a ilustre desconhecida Thais Guerra, Mion ainda teve a chance de ir além, e houve espaço até para uma edição especial do Vale a Pena Ver Direito, um dos destaques de seu programa Legendários. Ali, Mion analisou, com muito humor, as passagens mais pitorescas da atração.

Ou seja, Marcos Mion deu personalidade à apresentação de A Casa, salvando-a do marasmo total. E terá nova chance de continuar com suas boas intervenções no ano que vem, já que a emissora confirmou uma segunda temporada do programa, mesmo com os parcos resultados desta primeira. Segundo notícias que circulam pela imprensa especializada, a segunda temporada de A Casa será diária, com eliminações ao vivo e maior participação do público. Não me parece que vai adiantar muita coisa, mas…

Simone não tem história em A Força do Querer, mas é importante para a novela

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.