Bake Off Brasil tem mais audiência, mas MasterChef repercute mais

Beca Milano, Carol Fiorentino e Fabrizio Fasano na terceira temporada do Bake Off Brasil
Beca Milano, Carol Fiorentino e Fabrizio Fasano na terceira temporada do Bake Off Brasil (Divulgação)

Interessante notar que, em se tratando de programa de televisão, audiência e repercussão não são sinônimos. Há programas bons de Ibope, mas que não rendem comentários, nem nas redes sociais e nem na “vida real”. E há outras atrações cujo Ibope é até modesto, mas cada desdobramento ganha ecos por todos os lados. Isso pode ser observado com relação aos dois reality shows de culinária atualmente em exibição na TV aberta brasileira, o Bake Off Brasil, do SBT, e o MasterChef, da Band.

A atração da Band é a queridinha das redes sociais. Na audiência vai bem também, sempre se colocando entre os programas mais vistos da emissora, chegando a ocupar a vice-liderança em alguns momentos. Um feito e tanto para os padrões da Band, que normalmente ocupa o quarto lugar no ranking das TVs abertas. Enquanto isso, Bake Off Brasil, em sua terceira temporada, vem registrando ótimos índices de audiência nas noites de sábado do SBT, mas não tem tanta força nas redes sociais quanto o programa da Band.

No último sábado (09), por exemplo, Bake Off registrou 8 pontos de média no Ibope. Já o MasterChef Profissionais, na Band, obteve 4,4 pontos na última terça-feira (12). Vale lembrar, claro, que o reality da Band bateu de frente com a estreia de A Fazenda, que elevou a audiência da Record nas noites de terça. Mas, mesmo assim, fica bastante claro que o Bake Off tem um público mais amplo que o MasterChef, de acordo com os dados no Ibope.


E, na verdade, trata-se apenas de uma comparação, já que, na prática, os dois programas são bons e merecem a atenção do espectador. Mesmo engatando uma edição atrás da outra, o MasterChef parece não cansar sua plateia, que se diverte, principalmente, com a performance dos jurados Henrique Fogaça, Paola Carosella e Erick Jacquin. Já o Bake Off conta com uma estratégia mais acertada do SBT, que vem fazendo uma edição do reality de sobremesas por ano, poupando o formato do desgaste. O programa agora apresentado por Carol Fiorentino diverte muito, sobretudo em razão dos comentários ácidos do jurado Fabrizio Fasano Jr, e também pela interação entre os participantes. A escolha do elenco desta temporada foi, particularmente, muito feliz. E os doces e bolos são sempre irresistíveis.

Nova proposta pode dar uma “injeção de ânimo” em A Fazenda

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.