Beca Milano, Carol Fiorentino e Fabrizio Fasano na terceira temporada do Bake Off Brasil
Beca Milano, Carol Fiorentino e Fabrizio Fasano na terceira temporada do Bake Off Brasil (Divulgação)

O SBT exibiu na noite deste sábado (12) o primeiro episódio da nova temporada do Bake Off Brasil. O programa trouxe como principal novidade a apresentação de Carol Fiorentino, que foi jurada nas outras edições do programa. Além disso, Beca Milano passou a integrar o júri e será responsável, ao lado de Fabrizio Fasano Jr., por escolher o melhor confeiteiro amador do país.

A atração começou com uma esperada introdução, inclusive com a apresentação das novidades no comando e na dupla de avaliadores. Aliás, a edição apresentou uma avaliação de bolos dos participantes, com o objetivo de garantir um lugar na tenda. Esse trecho foi interessantemente mesclado com a apresentação dos aspirantes ao prêmio.

Em seguida, foi mostrada a primeira prova na cozinha. Os participantes, claro, ficaram impressionados com o cenário e a cenografia do Bake Off Brasil, que carrega o peso da marca BBC. No Reino Unido, o programa é um sucesso e costuma ter até um especial com tradicionais receitas natalinas.

Sob comando de Chris Flores, BBQ Brasil estreia com edição caprichada

A primeira prova criativa seguiu o que já é conhecido das outras temporadas programa. As dificuldades, os dramas, as particularidades e as histórias de vida dos participantes. A edição priorizou mostrar todos eles com muito bom-humor, em momentos alegres, de modo agradável para quem está em casa. Todos esses itens aplicados adequadamente como ingredientes pontuais que dão sabores ao formato. A prova que definiu o eliminado também seguiu o roteiro de sempre.

Estreante no comando de um programa, Carol foi uma escolha correta do SBT, que acreditou no talento da moça. Firme na condução, não aparentou ser uma novata em apuros, pelo contrário, conseguiu ir bem na maior parte do tempo. Porém, somente com o passar da temporada poderemos ver Carol à parte das exigências técnicas do formato para apresentação.

Beca se encaixou perfeitamente no papel que a ela foi destinado. Com delicadeza e elegância, soube colocar suas opiniões, sem apresentar arrogância e com boas percepções. Aparentemente, será uma jurada humanizada, que compreende bem as dificuldades dos competidores.

Por falar neles, há diversidade no grupo deste ano, quando se compara a outros produtos televisivos. Há pessoas de muitas partes do Brasil, de culturas diferentes, etnicamente é um grupo atrativo. Essa preocupação com representatividade em um país incrivelmente tão diverso como o Brasil faz do programa muito mais que um simples talent show.

Outro ponto interessante entre os competidores, neste primeiro episódio, foi o senso de empatia entre eles. Dispostos a se livrar da prova de eliminação, também estavam prontos para ajudar quem estava ali do lado, atrapalhado com a aparelhagem de uma cozinha supermoderna. Será interessante observar até onde a cumplicidade vai.

Para finalizar, o que encanta também no Bake Off Brasil é a ausência de sensacionalismo, comum em outros programas do gênero. O programa é leve, esteticamente bonito e com uma sonoplastia tranquila, envolvente, sem grandes sustos. No entanto, isso não o faz – nem um pouco – menos emocionante, o torna, inclusive, elegante.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Últimos vídeos do Canal no YouTube