Débora Falabella
Débora Falabella (Reprodução/TV Globo)

Dizer que Débora Falabella é uma das melhores atrizes de sua geração é chover no molhado. Desde que surgiu como a Estrela, de Chiquititas, no SBT, e saiu de lá direto para viver a Cuca, de Um Anjo Caiu do Céu, na Globo, já emendando sua primeira grande personagem, a Mel de O Clone, Débora é um nome festejado no canal. De lá para cá, emplacou uma série de mocinhas, como a personagem-título de Sinhá Moça, e a inesquecível Nina da igualmente inesquecível Avenida Brasil.

Em seu currículo, apenas uma “malvadinha”, a vilã cômica Beatriz Cristina de Escrito nas Estrelas, trama na qual fez grande parceria com Zezé Polessa. Assim, em A Força do Querer, Débora vive sua primeira vilã de fato, a interesseira Irene. A jovem se fez de boa moça para seduzir Eugênio (Dan Stulbach), com claro propósito de se dar bem. A autora Gloria Perez nunca foi adepta das grandes vilãs que dominam seus folhetins (Salve Jorge, com a Lívia Marine de Claudia Raia, foi uma exceção), preferindo pontuar maldades em determinados núcleos de suas novelas. E Irene, a golpista que se aproxima de um homem para se aproveitar dele, é um tipo semelhante à Alicinha (Cristiana Oliveira), de O Clone, e Yvone (Letícia Sabatella), de Caminho das Índias. Enquanto a primeira seduziu Escobar (Marcos Frota) para conseguir um apartamento, a segunda era uma psicopata que roubou Raul Cadore (Alexandre Borges).

Irene segue a mesma cartilha, mas sem a mesma exuberância de Alicinha e Yvone. Ao invés disso, usa mesmo sua falsa simpatia e grande poder de observação, ganhando a confiança de Eugênio aos poucos. E Débora vem fazendo um belo trabalho como esta mulher, fazendo da vilã uma personagem carismática e que, ainda, carrega um certo ar enigmático.


A personagem deve crescer ainda mais em A Força do Querer, o que dará à Débora Falabella ainda mais chances de dizer a que veio. Mesmo vivendo uma história repetida de Gloria Perez, a atriz sabe como fazer a diferença. Irene é uma das personagens mais promissoras da obra. De olho nela!

Leia também:

Atriz trans de Supermax viverá personagem cisgênero em A Força do Querer

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor coloque seu nome aqui