Fofocando ou Fofocalizando, programa do SBT continua muito ruim

Fofocalizando
Fofocalizando (Divulgação)

O SBT “estreou” nesta segunda-feira (23) um “novo formato” do Fofocando, por isso o programa voltou para as tardes poucos dias após ir para as manhãs e virou Fofocalizando.

De novo mesmo, a presença de Décio Piccinini e o fato de as abordagens não se restringirem ao mundo dos famosos. O objetivo disso é óbvio: pegar a migração do público ao final do Balanço Geral, da Record, uma das dores de cabeça do SBT na faixa vespertina.

Fora isso, um quadro em que os apresentadores destroem fotos de famosos. Mas o que há de novidade em mais uma versão para o Para Quem Você Tira o Chapéu, que Raul Gil já se cansou de desabafar sobre as inúmeras cópias na TV?


Em resumo, o ganho para o formato é zero: o Fofocalizando é tão ruim quanto o Fofocando.

Silvio Santos insiste em deixar Mara Maravilha no ar, mas, ao que parece, a ordem agora é cortar a ex-animadora infantil. Ela abre a boca e logo é interrompida.

Além disso, um apresentador fala em cima do outro e os assuntos são rapidamente trocados. Assim, as abordagens se tornam tão vazias quanto as notícias sobre os famosos, o mote da atração.

Diria Chacrinha: eles não estão ali para explicar, e sim para confundir.

Maior qualidade do The Voice Kids é a atenção dispensada aos eliminados

Por fim, cabe registrar: continuam as apostas relacionadas ao tempo de duração do Fofocalizando. Quem dá mais?