Geraldo Luís se “deslumbrou” com a fama e achou que era insubstituível

Record renova contrato de Geraldo Luís até 2020
Geraldo Luís

O nome de Geraldo Luís está na boca dos funcionários da Record e a maioria deles não fala bem do apresentador, pelo contrário, criticam e apontam graves comportamentos negativos do colega de trabalho.

Profissional competente e admirado pelo público, o mesmo não acontece nos corredores da emissora, que fica na Barra Funda em São Paulo. Por lá, o que mais se ouve são queixas e críticas ao estilo de Geraldo Luís.

Segundo fontes que trabalham na Record, Geraldo conquistou um espaço muito grande na emissora em pouco tempo, em menos de 10 anos ele subiu degraus importantes e começou a se achar o poderoso e tratar mal os colegas em cargos menores.


Antes simples e cordial, ele se tornou esnobe, grosseiro e se achando acima do bem e do mal, só porque garante boa audiência e faturamento para a Record.

Pessoas que trabalham com ele acreditam que Geraldo se “deslumbrou” com a fama e virou “estrela”, tanto que se achou no direito de criticar ao vivo decisões da própria diretoria da emissora, o que culminou em sua suspenção após não concordar com o corte de seu programa no domingo (17), para dar lugar a cobertura da votação do impeachment da presidente Dilma do PT.

Geraldo Luís se irrita com corte no Domingo Show para cobertura do impeachment na Record

Após ser suspenso, Geraldo não veio a público explicar a situação, muito menos se desculpar, pelo contrário, notícias de que ele estaria negociando com outras emissoras tomaram conta do noticiário sobre televisão.

Essa atitude de Geraldo Luís teria agravado ainda mais o caso e deixado claro o tamanho da soberba e falta de humildade do apresentador.