Ana Paula salvou o BBB 16 de ser um fracasso

Após troca de farpas, Ana Paula e Adélia se evitam em show de Anitta
Ana Paula

O BBB 16 tinha tudo para ser um  tremendo fiasco, o programa começou sem apelo popular, pouco interesse do telespectador, reflexo do desgaste natural que o formato sofreu ao longo das dezesseis edições.

A audiência estava caindo a cada ano, a repercussão também e a temporada desta ano não trazia perspectivas de melhora, tanto que a direção do reality show fez mudanças para tentar reverter o declínio, constatado nas edições anteriores mais recentes.

Para constatar essa perda de popularidade, basta tentar lembrar quem foram os participantes do BBB 15, 14, ou 13, poucos vão se recordar, nem mesmo os vencedores conseguiram se manter na mídia, como aconteceu com os integrantes das primeiras edições, que hoje são inclusive celebridades renomadas como Sabrina Sato e Grazi Massafera.


Mas, uma participante fez a diferença e salvou o BBB 16, Ana Paula Renault carregou o programa nas costas. Polêmica, irreverente, divertida, inconsequente e incontrolável, a patricinha, qualidade negativa para muitas pessoas, ganhou o público e conquistou o Brasil.

Tanto que pode se dizer que o BBB 16 acabou quando ela saiu, expulsa por ter dado dois tapas na cara de Renan. Depois desse episódio, os demais confinados praticamente cumpriram tabela e a produção precisou intervir diversas vezes para tirar o marasmo da casa.

O Big Brother Brasil 16 começou parado, mas logo nas primeiras semanas, quando Ana Paula começou a se mostrar, o jogo foi ficando interessante, motivado pelos conflitos gerados por ela. Brigas, discussões, provocações, descontrole, bebedeira e muita loucura fizeram o telespectador, que desaprova tudo isso fora do programa, a querer que ela continuasse para ver o circo pegar fogo, como de fato pegou.

A direção do BBB soube também intervir com jogadas táticas, que colocaram ainda mais pilha e pressão nos confinados, gerando uma verdadeira guerra entre os aliados de Ana Paula e os demais, que foram meros coadjuvantes na atração.

Com isso, o Ibope do programa foi aumentando, assim como a repercussão na imprensa e nas redes sociais, até que ela foi expulsa e começou a derrocada. Apesar disso, ela ainda manteve em alta o programa, que chegou na final recuperando a audiência perdida nas últimas temporadas.

Ana Paula prova então que um único participante pode sim salvar o BBB, que ganha fôlego para novas edições, nos anos seguintes.