Xuxa tem medo do povo e desperdiça o quadro Toc Toc


Desde que o Xuxa Meneghel estreou em agosto na Record, a atração lançou o quadro Toc Toc, quadro em que a apresentadora escolhe um fã através das redes sociais ou do site do programa e vai de surpresa na casa do fã.

A ideia do quadro é completamente interessante, porém o programa não está sabendo aproveitar de forma adequada a execução do quadro. No programa de segunda-feira (02), Xuxa foi visitar uma fã de Recife, chegou de peruca para os vizinhos não fazerem alvoroço, e entra rapidamente na casa da fã. Foi um quadro completamente superficial. A produção deve ter gastado um bom dinheiro para levar Xuxa e dezenas de profissionais até Recife, e não aproveitaram a oportunidade.

O quadro ficou no ar menos dez minutos, a apresentadora poderia aproveitar muito mais sua ida até a casa da fã. A impressão que passa é que no programa não existem roteiristas, simplesmente parecem que mandaram Xuxa na casa da fã e pediram para ela fazer 3 perguntas e vir embora. Por melhor que seja a apresentadora, todo programa e quadro de televisão precisa ter um bom roteirista, que é aquela pessoa que escreve tudo o que vai acontecer no quadro, e a criatividade nesse caso é fundamental. Um programa de televisão precisa ser feito em equipe, cada um fazer a sua função, com a maior criatividade possível para que no final  tenha um bom produto. No Xuxa Meneghel isso parece não existir.


Já que Xuxa teve a ideia de ir disfarçada para a casa da fã, poderia ir  mostrando como é local onde a fã vive, conversar com as pessoas nas ruas, ouvir histórias do povo, até poderia se fantasiar de vendedora ambulante para ver a reação das pessoas, Xuxa estava com um prato cheio na mão e não soube aproveitar.

Depois quando já estava na casa da fã, poderia saber um pouco mais  da história da moça, como por exemplo: há quanto tempo mora naquele loca, qual é sua profissão, o que seus filhos fazem, enfim sugar ao máximo sua história de vida, não precisaria fazer sensacionalismo com a história da personagem, mas simplesmente entrevistar a moça. Tudo isso teria que ser pensado pelos roteiristas e produtores do programa, o que não ocorreu.

Xuxa poderia se inspirar  nos seus colegas de emissora, Rodrigo Faro e Sabrina Sato, que apesar de ainda novatos como apresentadores na televisão, sabem fazer muito bem quadros com populares, ambos se jogam no meio do povo, ouvem histórias, circulam no meio do povo sem medo, óbvio que usam seguranças. A impressão que passsa é que Xuxa não quer ficar no meio do povo, não quer ter contato direto com o povo, tanto que ela desceu do carro correndo e entrou rapidamente na casa da fã, sem falar com nenhum vizinho que estava na rua.

Uma apresentadora que faz um programa popular, para o povo, em uma emissora aberta, não pode ter receio do povo. Esses simples detalhes podem fazer a diferença nos números, e isso pode explicar o fato do programa não ter emplacado no ibope ainda.

O que falta no Xuxa Meneghel é bons quadros, um roteiro bem amarrado criatividade e bons convidados.