Totalmente Demais é ágil mas pouco criativa

Totalmente-Demais

Nesta segunda-feira (09) foi dia de estreia na tela da Globo. Totalmente Demais, a nova novela das 19 horas tem a missão nada agradável de substituir I Love Paraisópolis, sucesso de público e motivo de muita inveja entre autores da emissora.

A trama leve como pede o horário começou apresentando poucos personagens por enquanto, o que não é ruim, já que o telespectador precisa se acostumar com a base do enredo e seus protagonistas antes de ser levado por inúmeras tramas paralelas. Dessa forma talvez também seja interessante forçar o gosto aos protagonistas desde cedo para não correr o risco que eles fiquem apagados pelos coadjuvantes, como vemos acontecer aos montes nos últimos tempos.

Tal qual uma trama mexicana, autores, direção e Marina Rui Barbosa construíram uma mocinha típica de novela mexicana: Eliza é pobre, batalhadora, mas um tanto sonhadora, que busca conhecer um príncipe encantado e também encontrar seu verdadeiro pai, deixando assim de trabalhar num bar à beira da estrada. E ainda assim, o extremo oposto da mesma aparece sob a forma de Arthur, o dono de uma agência de modelos, rico, mulherengo e um tanto carismático e conquistador. Ao tentar vencer uma aposta contra Carolina, e chegar com uma modelo que a editora de moda necessitava para realizar fotos para sua publicação, ele acelera o carro, e para frente a frente com Eliza, que já até sonhou acordada com o possível príncipe que vai tirá-la da vida que ela leva ao ser maltratada pelo padrasto e desprezada pela mãe, como fosse uma Cinderella moderna.


Em outra ponta da história de Totalmente Demais temos Carolina, com toda a pinta de protagonista-vilã que tem tudo pra cair nas graças do público. Suas cenas iniciais como mulher poderosa, que cresceu na vida me fizeram lembrar um bocado o início de Beatriz em Babilônia, mas faltou química entre os atores Juliana Paes e Fabio Assunção. Pelo texto é possível perceber que tanta raiva, ali está na verdade acobertando um amor, ou pelo menos uma atração física.

Alguns aspectos me chamaram atenção positivamente como a edição videoclipada, e a trilha sonora com músicas jovens, que se encaixariam facilmente na programação de qualquer rádio jovem. Palmas ainda para a fotografia e movimentos de câmera. O enredo principal de Totalmente Demais não é nada inovador, mas pode prender aquela parcela de público conservador que diz querer se ver livre de tramas realistas.