Marina Ruy Barbosa estreou na segunda-feira (09) como protagonista da nova novela das sete, Totalmente Demais, na trama a atriz interpreta a mocinha pobre que se envolverá com o playboy rico. Um tema bem manjado em diversas produções, mas que ganhou uma versão moderna para o horário das sete.

Mas, o que chama atenção em Totalmente Demais são os cabelos de Marina Ruiy Barbosa que permanecem intocáveis. A atriz que já provou que tem talento de sobra se recusa a mexer nos cabelos, apenas troca o tom do ruivo e  pequenos cortes nas pontas.

A atriz ficou morena após o fim de Império para fazer um comercial de tinturas de cabelos, já que não queria perder o alto cachê e posteriormente protagonizou a série Amortemo, mas foi uma exceção, nesse caso não mexeu no corte e o dinheiro falou mais alto, já que tratava de uma campanha publicitária.


Desde que estreou na televisão em 2002, na novela Sabor da Paixão, a atriz não gosta de  mudar a cor  nem o tamanho dos cabelos.Em 2005, ainda criança teve uma persongem de destaque na novela Belíssima, o autor Silvio de Abreu, ao escrever a trama idealizou a persongem Sabina, como uma menina com aspectos de menino, assim Marina Ruy Barbosa teria que cortar os cabelos estilo ”Joãozinho”, mas quando ela recebeu  a notícia, ficou aos prantos e para não contrariar uma criança a direção da novela na época resolveu manter as longas madeixas da atriz.

Anos mais tarde, em 2013 Marina Ruiy Barbosa era uma das queridinhas do autor Walcyr Carrasco, já que tinha trabalhado com o autor em 2011 na novela Morde & Assopra, interpretando a patricinha Alice, na trama das sete, deu um show de interpretação, assim o autor queria repetir a parceria de sucesso em Amor à Vida. Na história das nove Marina era Nicole, uma jovem rica que era vítima de um câncer e passaria por uma quimioterapia, assim teria que raspar os cabelos. Mas a atriz não aceitou e o assunto acabou virando uma novela, o autor matou a personagem e posteriormente a personagem voltou como uma fantasma e com cabelos.

Marina Ruy Barbosa ainda não entendeu que o trabalho de um ator está acima da vaidade, a persongem é quem manda no visual e corpo do ator e não  o ator  que manda no seu próprio visual. Um ator de verdade não pode ter vaidades, tem que ser um papel em branco e  moldado pelo seu personagem. Enquanto Marina Ruy Barbosa tiver a vaidade  acima do seu trabalho, vai ficar devendo como atriz, embora  sua interpretação seja convincente, porém o trabalho do ator não se limita apenas a interpretação, mas sim a um conjunto de fatores como vestir a camisa do persongem para o que der e vier.

Nos bastidores da Globo, existe um comentário de que o autor que convidadar a atriz para uma personagem vai ter que aceitar os seus cabelos do jeito que eles são, sem mudanças.

Mexam com Marina Ruy Barbosa, mas não mexam com os cabelos dela.