Efeitos especiais da sétima praga em Os Dez Mandamentos ainda ficaram devendo

setima-praga-de-os-dez-mandamentos

A expectativa era grande para a sétima praga em Os Dez Mandamentos. Para prender o telespectador, a emissora segurou a chuva de granizo e fogo do céu por 3 dias, o desenrolar da sequência teve início na terça-feira (06) e só veio acontecer de fato no final do capítulo da noite desta quinta-feira (08), na Record.

Veja: Extintor aparece em Os Dez Mandamentos e diretor minimiza gafe

O resultado da tão comentada praga, não foi dos melhores, os efeitos especiais ainda deixaram a desejar, mas mostra uma evolução na qualidade, se comparado com outra novela da Record, Os Mutantes, que também abusou do uso de efeitos visuais, na época muito criticados pela falsidade.


Parte das cenas, que mostram Moisés no alto do monte, o céu negro, os raios e trovões foi realizada em Hollywood, já as sequências que mostram a cidade sendo destruída foram feitas no próprio Recnov. A pós-produção e finalização também ficou a cargo do estúdio americano.

Os Dez Mandamentos sétima praga

O destaque positivo da sétima praga em Os Dez Mandamentos fica exatamente para o visual aterrorizante do olhar de Moisés sobre a capital do Egito e a chuva se formando no céu. As bolas de fogo criadas digitalmente também ficaram boas, já as tochas de fogo real, criado com explosões, ficaram nitidamente artificiais, assim como a chuva de granizo.

A iluminação foi outro ponto desfavorável, o clarão artificial provocado pelos raios e refletidos nos rostos dos personagens mais pareciam faroletes sendo acesos e apagados. A escuridão poderia ter sido ainda maior, assim como a destruição ainda mais devastadora.

As cenas com o faráo Ramsés olhando a tempestade da varanda do palácio foram as mais bizarra de todas, até uma bola de fogo caiu sobre ele, protegido pelos escudos dos guardas. Por outro lado, as cenas que mostraram o desespero e correria dos egípcios, com direito a saltos, iguais a filmes de ação, ficaram caprichadas.

A falta de veracidade e realidade em boa parte das cenas de Os Dez Mandamentos não passou despercebido aos olhos do público, que comentou nas redes sociais. Alguns usuários do Twitter repararam no uso de chroma key, fundo verde preenchido com imagens de computação gráfica, comumente usado por equipes de efeitos visuais.

Em entrevista recente o diretor Alexandre Avancini comentou sobre a sétima praga e afirmou que foi a sequência mais trabalhosa. O castigo envolveu todo o elenco, além de dublês e figurantes. Segundo ele, a cidade cenográfica foi completamente destruída para as filmagens, feitas pela equipe da Record. Já os efeitos especiais ficaram a cargo da produtora norte-americana Stargate, que tem no currículo produções como The Walking Dead e Spartacus.

Apesar da grandiosidade do capítulo, Os Dez Mandamentos não conseguiu superar o Ibope da Globo, que exbiu um jogo das eliminatórias da Copa do Mundo, entre Brasile Chile, nesta quinta. Os dados prévios mostram que a transmissão da partida superou a novela da Record em audiência. A trama marcou 19 pontos de média, contra 22 do jogo. Mas assim que Os Dez Mandamentos acabou, o Ibope da Globo saltou para 30 pontos, o que comprova que a trama bíblica estava segurando o público.