Babilônia repete o mesmo enredo de Avenida Brasil

As grandes vilãs de Babilônia
As grandes vilãs de Babilônia (Globo)

A novela Babilônia que estreou sendo um fracasso de audiência está conseguindo traçar um novo rumo em termos de audiência. Depois de alguns ajustes, em que a história central envolvendo as protagonistas Regina (Camila Pitanga), Inês (Adriana Esteves) e Beatriz (Glória Pires), passou a ser o foco da história e deixando as tramas paralelas em segundo plano, a trama das nove aumentou sua audiência que chegou a marcar menos de 20 pontos, agora está chegando na casa dos 30 pontos.

O fato que vem chamando atenção é que Babilônia possui a mesma história da bem sucedida Avenida Brasil. Em Avenida Brasil, Nina passa a novela inteira arquitetando planos para se vingar da ex-madrasta Carminha, que no passado a maltratava e foi a responsável pelo atropelamento de seu pai. Nina/Rita nunca perdoou Carminha, e anos depois se aproxima da vilã para se vingar e de fato consegue.Em Babilônia, que pode ser quase um plágio de Avenida Brasil, na atual trama global Inês, amiga de adolescência de Beatriz não perdoa o fato de seu pai ter se suicidado na cadeia após ser preso por se envolver com uma menor de idade, no caso Beatriz (Glória Pires). Anos depois do fato ter ocorrido Inês (Adriana Esteves) se aproxima de Beatriz para se vingar da vilã. Grava um vídeo em que mostra que ela é amante de seu motorista e que foi ela quem o assassinou e passa a chantageá-la. Dois fatos de Babilônia são completamente idênticos a Avenida Brasil, o primeiro é o que move as protagonistas de ambas as novelas, que querem a todo custo se vingar, Nina queria se vingar Carminha e Inês quer se vingar de Beatriz. O outro fato é que as duas supostas vítimas (Nina e Inês), tiveram seus pais assassinados, uma pela madrasta e outra por culpa da melhor amiga.

Essas semelhanças podem ser uma simples coincidência, como também pode não ser, pode até ser uma inspiração direta da outra novela, Afinal tudo que faz sucesso as pessoas querem copiar. Se a intenção era fazer Babilônia uma nova Avenida Brasil não deu e nem dará certo, pois a atual novela da Globo tem tramas paralelas chatas, desinteressantes e cansativas. A vilã de Avenida Brasil era humanizada, ou seja, era um ser engraçado que provocava risos no público e muitas vezes conseguia ser tão humana que o telespectador tinha pena dela e se tornou mais interessante que a heroína da novela.


O fato de ambas as novelas terem histórias praticamente idênticas mostra que falta criatividade por parte dos autores globais, isso pode ser um dos fatores para o fato de Babilônia não ter emplacado e estar sendo um fracasso em audiência.