Novo CQC estreia com Dan Stulbach fazendo cover de Marcelo Tas


Quem esperava algo diferente na nova temporada do CQC 2015 ficou a ver navios, apesar da troca dos apresentadores, da mudança de cenário e da estreia de novos quadros, quase tudo, no que diz respeito ao estilo do programa, se manteve.

O CQC 2015 estreou nesta segunda-feira (09), na Band e a expectativa do público era ver o novo comandante do programa, Dan Stulbach, imprimir sua marca, se diferenciando de Marcelo Tas. Mas não deu, o talentoso ator fez um verdadeiro cover do antigo apresentador. O jeito de falar, a postura, até a risada ficou muito semelhante.

Ele começou a atração empolgado, agradecendo aos telespectadores. “É com enorme prazer que recebo o carinho da plateia aqui presente e de todos os cantos do Brasil. Fico feliz em fazer parte da história deste programa que une jornalismo ao humor.”


A semelhança no jeito de apresentar ficou tão evidente, que nas redes sociais só se falava nisso. Os termos CQC, Dan Stulbach e Marcelo Tas figuravam entre os mais comentados no momento quando o programa estava no ar.

“O Dan Stulbach é um cara talentoso. Mas, pô, tá uma cópia nova do Marcelo Tas. Até a risada é a mesma. Mais identidade”, escreveu um internauta no Twitter.

As comparações entre Dan e Tas são naturais, afinal um substitui o outro, mas o que se esperava era um Dan Stulbach com sua marca própria, talves ele ainda esteja pegando o jeito e encontre seu estilo ao longo do tempo.

O que não quer dizer que ele tenha se saído mal, pelo contrário, foi engraçado, divertido e agradou, embora não tenha se diferenciado.

Rafael Cortez e Marco Luque, o primeiro retornou ao CQC e o segundo é o único que se mantém no trio de apresentadores, fizeram aquilo que já estão acostumados, também nenhuma novidade.

Os novos repórteres e quadros seguiram a mesma fórmula do jornalismo com humor. O novato Erick Krominski fez uma matéria-denúncia sobre fraudes em revendedoras de carro e adulterações de odômetros. Já Juliano Dip fez uma investigação sobre a degradação da natureza feita por uma mineradora em Paracatu, em Minas Gerais.

Mauricio Meirelles e Lucas Salles, que se mantiveram no CQC, fizeram matérias especiais no exterior e o programa exibiu um novo quadro chamado de Amigo dos Políticos, que chamou a atenção do público. A atração levou um ator que fingiu ser amigo dos deputados, em Brasília.

A audiência da estreia do CQC 2015 também manteve os índices de costume da atração, que garantiu o quarto lugar. Segundo dados do Ibope o humorístico registrou uma média de 3.3 e 4.1 de pico. No mesmo horário, o SBT e a Record empataram na vice-liderança com 5.2 e a Globo, líder, ficou com 14.4.