O que há de errado com as novelas da Record

Record

As novelas da Record existem, mas é como se não existissem, o número de pessoas que assistem é muito pequeno, sem falar que as tramas da emissora não geram nenhuma repercussão, isso indica que a emissora precisa rever seu núcleo de dramaturgia.

Apontaremos alguns fatores que impedem as novelas da emissora de fazer sucesso:

O horário de exibição: A Record parece não ter ainda encontrado um horário adequado para suas novelas, já teve novelas desde às 18h até as 22h, a atual trama da emissora, Vitória é exibida as 21h30, ou seja, vai ao ar no mesmo horário da principal telenovela brasileira, a novela Império da Rede Globo, sendo que o maior ibope na televisão atualmente é do folhetim global, assim é impossível algum telespectador trocar a trama da Globo pela Record, o mais ideal é colocar as novelas da Record antes ou depois da novela da concorrência.


Elenco desconhecido: Uma novela não pode ter apenas rostos desconhecidos, isso acontece atualmente com as novelas da Record, a maioria de seu elenco são atores desconhecidos do público. Outro grande erro da emissora foi ter deixado os atores que migraram da Globo para Record voltar para a Globo, como foi o caso de Marcelo Serrado, Lavínia Vlasak, Tuca Andrada e tantos outros. Rostos conhecidos têm um grande peso em uma novela e chama público. A emissora tem que dar oportunidades para novos atores, porém não pode deixar de investir em atores de peso, pessoas de talento e conhecidas do público.

Histórias sem inovação: Outro fator que prejudica muito as novelas da emissora são os assuntos que são abordados em suas tramas, que não são nada inovadores e foram abordados em novelas da própria Record e de outras emissoras. Tanto que isso já se desgastou, a Record precisa apostar em enredos inovadores para atrair seu público.

Falta de identidade: As tramas da Record não possuem uma identidade própria, ou seja, querem imitar a todo custo as novelas da Globo, a alternativa talvez seria apostar em outro tipo de público assim como faz o SBT que nunca conseguiu emplacar uma novela nacional, a solução encontrada foi apostar no público infantil com Carrossel e Chiquititas, se a Record fizesse o mesmo poderia alcançar êxito em suas novelas, já que o público infantil está carente de programas na TV aberta.

Perda de autores e contratação de novos: Outro grande erro da Record foi ter deixado Thiago Santiago, o principal autor da emissora, ter ido para o SBT, sendo que na nova emissora o autor não conseguiu emplacar nenhum sucesso. Thiago Santiago na Record fazia a diferença, foi ele o responsável pelos maiores sucessos das novelas da emissora como A Escrava Isaura, e a saga de Os Mutantes e Prova de Amor. Já alguns autores que estavam desprezados na Globo como foi o caso de Lauro César Muniz e Carlos Lombardi, na Record não fizeram a mínima diferença, nenhuma de suas tramas na nova emissora deram certo e foram um fiasco.

Não podemos dizer que a Record nunca emplacou novelas de sucesso. A emissora teve seu auge a partir de 2004, quando decidiu investir em sua programação e tentar ser líder de audiência. Na nova fase da emissora Escrava Isaura foi considerada um sucesso na época posteriormente conseguiu emplacar Essas Mulheres, Prova de Amor, Os Mutantes e sua última novela que conseguiu sucesso, alcançando dois dígitos de ibope foi Vidas Opostos, a partir daí foi um fracasso atrás do outro.

O fato é que, enquanto a Record tenta copiar a Globo em suas novelas, o público rejeita ainda mais suas tramas, a emissora precisa encontrar e definir sua própria identidade. O público tem a opção de ter o original e o genérico, e jamais trocará a original pela genérico. Se tivessem uma opção diferente da concorrência, talvez o ibope das tramas da Record seria diferente.