Programa da Sabrina parece um Pânico sem graça

Sabrina

O Programa da Sabrina está no ar há 4 semanas e vem despencando em audiência, começou bem na vice-liderança isolada, no último sábado (17) perdeu para a série infantil Patrulha Salvadora e para o desgastado reality show Esquadrão da Moda do SBT. O fato é que que o programa tem conteúdo fraco, é chato e totalmente sem graça. O quadro Meu Marido é o Cara, ocupa muito espaço da atração, é longo demais, já foi feito por inúmeros programas de televisão e não trás nada de novo.

As matérias externas que a apresentadora faz com personagens populares dá impressão que o telespectador está assistindo ao Pânico na Band, são as mesmas que Sabrina fazia na antiga emissora, porém esqueceram de melhorar o roteiro, são quadros que poderiam ser interessantes, já que Sabrina tem uma identificação muito forte com o ‘povão’, porém não está sendo feito direito.

No último sábado (17), a japonesa foi mostrar a vida de um mecânico na periferia de São Paulo, com objetivo de fazer um comercial do seu estabelecimento, até tentaram explorar a história do mecânico, porém não abordaram com profundidade, se é para mostrar a desgraça do povo que façam direito explore a história de verdade, para que não deixe o telespectador com dúvidas sobre o personagem em questão a ponto de emocionar quem está assistindo, como outros programas bem sucedidos fazem, e não façam de forma superficial e com roteiro inacabado.


A parte do cenário é interessante e até bonita, porém o local na parte da frente, próximo as câmeras, onde Sabrina passa boa parte do tempo, parece que não foi terminado, a cor cinza dá impressão que é um piso de cimento que faltou ser acabado, fica muito feio e estranho.

O assistente de palco da apresentadora, não mostrou a que que veio, não tem função nenhuma no programa, não dá para entender o que ele faz lá, parece mais um robô estacionado em cima do palco, mal abre a boca quando acompanha Sabrina em matérias externas, se o objetivo era para ser um personagem engraçado no programa não está funcionando, não há graça nenhuma, se era para ser um assistente de palco também não está funcionando, o rapaz fica maior parte do tempo em quadro na atração, não há necessidade de expor de forma desnecessária.

O programa é longo demais para o fraco conteúdo que tem, no último sábado (17) teve 2 horas e meia de duração. As entrevistas com grandes personalidades são muito interessantes na atração, com a simplicidade e ingenuidade Sabrina consegue extrair muita coisa do entrevistado, porém no último sábado (17), não houve nenhuma entrevista.

O problema do programa não é Sabrina Sato, ela tem carisma, simpatia e é engraçada, óbvio que tem muito que aprender como apresentadora, mas pelo que já mostrou nas 4 edições do programa tem capacidade suficiente para segurar um programa de televisão, o que precisa ser melhorado é o conteúdo do programa e consequentemente o roteiro que é extremamente fraco.