O Pânico foi um fenômeno de audiência no passado. Na época em que o humorístico pertencia a Rede TV! incomodava semanalmente as concorrentes ficando na liderança isolada. Depois que o programa migrou para a Band, muito se perdeu no quesito conteúdo. Evidente que o programa teve várias perdas ao longo de sua existência, seja de elenco, produção,edição e roteiro.Porém, o programa tem potencial para se reinventar e dar a volta por cima.

Hoje o humorístico amarga a 4ª colocação aos domingos e não representa mais uma pedra no sapato da concorrência. Apontaremos alguns fatores que fizeram o programa entrar em decadência.

Repórteres em porta de festa: Colocar repórteres fantasiados de personagens engraçados na porta de festa foi uma invenção do Pânico, foi algo inovador, que fez muito sucesso, porém hoje isso se saturou, inúmeros programas fazem isso, e o próprio Pânico exagera nessa pauta.Sempre que há uma falta de pauta, lá vem um repórter do Pânico abordando celebridades na porta das festas. As piadas são pouco criativas e isso toma conta do programa.


Amanda Ramalho: A jovem que surgiu no Pânico na rádio, fazia sucesso por ter uma língua afiada e alfinetar famosos. Posteriormente integrou o elenco do humorístico na televisão e hoje não passa de uma repórter comum. Até porque seu sucesso era alfinetar e fazer às perguntas mais absurdas para as celebridades, hoje à repórter só bajula às celebridades e isso descaracterizou sua presença no programa e já não tem mais função no humorístico.

Sátiras de programas: Outro ponto alto do Pânico sempre foi sátiras de programas ou quadros de outros programas como o Programa do Jô, Feiura dinâmica, TV lama e tantos outros, isso até existe no humorístico, mas por se tratar de um programa de humor é pouco.O dominical deveria apostar mais em sátiras.

Quadros que não funcionam: Na temporada 2014 do humorístico existem quadros que não funcionam, ou seja, não têm a mínima graça e deveriam ser eliminados do programa, como é o caso do ‘Jornal dos Echás’, a sátira de Raquel Sheradaça, o quadro em que Bola imita programas com animais e o quadro em que Eduardo Sterblitch e Carioca imitam dois cantores nordestinos também não emplacou.A equipe de produção não possui um filtro para eliminar quadros que não dão certo e sucessivamente ser retirados do ar.

Abordagem de temas sérios: O Pânico na Band é um programa de humor escrachado, o humorístico vem abordando temas sérios, através de matérias feitas com seu elenco, isso não funciona no programa, até porque já existe um outro programa na emissora, o CQC que já faz o mesmo, aborda temas sérios com uma pitada de humor e não tem motivo para dois programas na emissora ter quadros muito semelhantes.

Elenco que não é aproveitado: Outro problema do humorístico da Band é parte do elenco que não são aproveitados como merecem é o caso de Gui Santana que esbanja talento, o humorista já mostrou no ano anterior que dá conta de carregar o programa sozinho, já que no ano passado fazia quadros extremamente engraçados sozinho que davam muito certo.Na atual temporada 2014, Gui Santana não está sendo aproveitado como deveria. Outra integrante do elenco que não está sendo aproveitada de forma produtiva é a panicat Babi Muniz, ao contrário de Gui Santana, ela não tem talento nenhum, porém tem algo que poucas pessoas têm, esbanja simplicidade e ingenuidade de forma espontânea, quando a loira surge na tela e abre a boca risos são garantidos e dessa forma deveria ser melhor aproveitada no programa.

Edição e bordão: Em anos anteriores algumas das marcas do Pânico na Band era a edição extremamente caprichada com vídeos e situação engraçadas que posteriormente foram imitados por outros programas, atualmente até existe esses exemplos, porém é pouco pela quantidade que o programa já teve no passado e foi uma marca do dominical.

Programa de humor que não tem bordões não é programa de humor, e nos últimos anos, principalmente na temporada 2014 não existe nenhum bordão no Pânico e todo programa de humor precisa ter seus bordões.

Pegadinhas: As famosas pegadinhas que fizeram muito sucesso no Pânico também está faltando no humorístico, em outras épocas o programa teve pegadinhas que entraram para a história de tão bizarras e engraçadas como o Robocop Gay, a morte, o Homem Berinjela e tantas outras, raramente o programa coloca alguma pegadinha outra marca do dominical que faz muita falta.

A decadência do ‘Pânico na Band’ é grande e a cada programa o humorístico vem perdendo mais telespectadores se tais erros não forem reparados o formato ficará ainda mais desgastado e poderá até ser extinto.