“O primeiro sábado do ano é ideal para uma boa macumbinha”, diz Garota da Laje Cariúcha, que dá 5 receitas para arranjar um amor em 2017

Alessandra Cariúcha
Alessandra Cariúcha (Divulgação)

“Sou toda natural, sou bonita pra caramba” e “meu carro é zero”, são alguns dos bordões da querida Garota da Laje e funkeira responsa Alessandra Cariúcha, que aproveitou o primeiro sábado de 2017 para dar algumas dicas aqui no #QueIssoGordinho para quem quer sair da vida de solteiro e arrumar um novo amor nesse ano que se inicia.

Cariúcha, em conversa com a reportagem da nossa coluna, disse que está solteira “mas sozinha nunca”. Ela é dessas né, mores?

Além de uma simpatia para arrumar um amor, Cariúcha dá dicas para apimentar a relação nesse primeiro sábado do mês.


“Nesse sábado mande o bofe esquecer o futebol com os amigos e diga que ele tem uma partida especial em casa. Sexo não pode ser tabu em nenhuma relação né, gente? Tem que fazer gostoso e deixar o homem pedindo mais. O amor e o fervo acontece em quatro paredes e tudo é permitido. Pode gelo, pode óleo, cenoura e até chicote [risos]”, disse a funkeira.

Está difícil arranjar um amor? Então, não custa recorrer a algumas simpatias e mandingas, né mores?

Simbora pegar papel e caneta. Anotem tudo e se rolar casamento #MeChamaPraPadrinho

Com a palavra: Alessandra Cariúcha, que afirmou categoricamente: “O primeiro sábado do ano é ideal para uma boa macumbinha”.

1- Café coado na calcinha

“Se for menino cueca e se for menina calcinha, tá bom gente? Eu sou menina, então faço café coado na calcinha. O importante dessa simpatia é usar a peça por sete horas. E a cada hora cheia você imagina a pessoa e fala o nome dela três vezes e pensa o que quer fazer com ela na cama, se for casamento, pense no casamento e por aí vai. Você vai deixar na roupa íntima com a sua essência sexual. E joga pro universo. Pensamento positivo. E quando for fazer o café coe na calcinha e depois jogue tudo em água corrente. Ofereça o café para o pretendente e tome com ele sem nenhum alarde. Pode até ser no dia seguinte. Me contem se der certo”.

2- Santo Antônio

“Se o pretendente não toma café o Santo Antônio ajuda. Para essa simpatia você vai precisar de lenço, papel, caneta, uma vela branca comum e um Santinho de Santo Antônio. Forre uma mesa com o lenço e faça toda a simpatia em cima do lenço, para não esparramar a força dessa simpatia para outras pessoas. Então com o papel, corte ele ao meio e escreva o nome completo do casal, o nome do homem em um pedaço, o da mulher em outro. Viado também pode. O nome dos amados, ok? Coloque um papel em cima do outro e acenda a vale, depois que queimar um pouco a vela, jogue o líquido que forma na vela, aquele que usamos pra grudar a vela em algum lugar. Depois que pingar a vela nos papeis, apague o fogo e deixe a vela de lado. Coloque o santinho do Santo Antônio e amarre as quatro pontas do lenço, depois vá até algum lugar bonito e enterre essa simpatia. Não precisa ser muito longe, normalmente se enterra em frente de casa. Não tem erro.”

3- Se nenhuma mandinga der certo. Sexo gostoso é a solução

“Se as macumbinhas num funcionarem, sexo resolve aí é contigo. Ok? Se joga sem preconceito e faça gostoso.”

4- “Striptease eles adoram”

“Não importa a fantasia, gente. Pode ser enfermeira, colegial ou até enfermeira… Vai depender do gosto do parceiro de vocês. O que vale é ser aquela atriz da Globo mesmo e entrar no personagem. Dê um nome para o piu piu dele e se divirtam. É tudo. Vai por mim, que vai dar certo. Coloca aquela música, improvise e sensualize. Solta a cachorra que tem dentro de você”.

5- Na cama vale tudo: Chicote ou tapinha?

“Na cama quando a gente pede um tapinha, pode. Cada uma dá o seu limite na hora do prazer. Mas eles adoram quando a gente dá uma de dominadora e pode usar até o chicote. Já experimentaram? É tudo. É babado”.

Gente! Que loucura. Depois dessas dicas esse sábado será um fervo. Confira o mais novo sucesso “Tá de Cara”, da funkeira que já é #Diva do #FunkCarioca #ANovaDivaChegou:

Colunista Rodrigo Teixeira

*As informações e opiniões expressas nessa coluna são de total responsabilidade de seu autor.