Paolla Oliveira sobre o visual platinado: “Gostei muito! Todo mundo sabe que eu adoro mudar”

Paolla Oliveira Além do Tempo

Paolla Oliveira está completamente renovada. Com um visual platinado, a atriz conversou com o Observatório da Televisão e relatou que está amando essa nova fase da personagem.

Confira o papo:

Qual a sua expectativa em relação a essa segunda fase?


“A melhor possível! Eu acho que vai dar tudo certo. É uma coisa nova, totalmente diferente do que já foi feito. A primeira fase já deu certo. E, acho que essa fase vai pelo mesmo caminho. As pessoas vão querer saber como aquelas pessoas que elas acompanhavam no passado irão ser agora. O que eles aprenderam? E, o que elas têm que aprender ainda? Essa mudança não parte do nada. E, se parte de uma coisa que já deu certo, acho que já é meio caminho andado.”

Além de ser mal, Melissa fazia várias caras e bocas. Você vai continuar fazendo essas ‘caretas’?

“É tudo novo! Alguns personagens voltaram atrelados as histórias. Mas, bem diferentes. A Melissa por enquanto está bem diferente. Ela volta sofrendo de amor. Ela volta o oposto do que as pessoas imaginam. Ela volta boa do coração, Cheia de amor para o filho – o Alex era enteado, agora volta filho, volta carinhosa. Além de abrir mão da vida dela para lutar por esse amor. Só que ela não tem de volta o que ela espera. Talvez porque ela não tenha dado isso em outra vida. Na outra vida ela não deu amor. Nada justo, do que não receber agora, como ela espera. E, ai, que as coisas começam a se desenrolar. Talvez ela se mostre ciumenta. Talvez, dai que saia as maldades dela. Por enquanto, é uma Melissa bem diferente. Ela deve mudar quando acontecer o encontro de Felipe com a Lívia. No passado ela só pensava nela. E, agora pensa nos outros e não é correspondida. Tudo mudou.”

Como foi gravar a morte da personagem na primeira fase?

“O final foi épico! A novela tem tido capítulos bem dinâmicos. Não tem nenhum capitulo que não tenha ganchos. A trama é muito especial. E, o fim da primeira fase também. Pra mim, foi tudo muito.”

Você achou esse final merecido para ela?

“Eu achei! E, como foi. Achei bem interessante.”

E, como foi essa transição do passado para o presente?

“Foi tudo diferente! Quem olhar vai falar: ‘nossa, não é a Melissa!’. O público precisar entender porque ela está assim. Ela vem sofrendo de amor. Ela vem tendo sentimentos bons e não é retribuída. Vamos ver como ela reage a isso. Ela vem mais serena. Ela volta mais dona de casa.”

Você imaginava que ela fosse lançar moda? O batom da Melissa está na boca das telespectadoras.

“Não imaginava! Quando a gente faz um trabalho, queremos sempre o melhor. Eu sempre quero que tudo dê certo. Não só o seu personagem, e, sim, toda a novela. Ai, você quer que as pessoas gostem da sua roupa, do seu cabelo, de tudo. Mas, a gente nunca sabe como vai ser a reação do público. Foi muito bom. Ai mais fazendo uma vilã. Tudo bem que ela é carismática e tudo mais. Fiz questão de reforçar isso. Novela das seis é mais encantada. E, isso permitia.”

A gente vê em seus olhos, que você realmente está apaixonada pela personagem. Mas, batem um cansaço no final do dia?

“Lógico que bate. A gente está gravando todos os dias. Bate um cansaço. Mas, quando ele vem preenchido do carinho do público, não tem preço. Além do elenco se gostar bastante. Acho que essas coisas todas fazem o trabalho ficar um pouco mais leve.”

Você vai sentir saudade do figurino do século passado?

“Eu vou sentir sim. Por incrível que pareça da menos trabalho do que fazer atual. Já tomei uma picadas de mosquitos. Com roupa de época não tinha isso. Era tanta roupa (risos). Entretanto, temos que aproveitar os momentos. A gente teve quatro meses de época. De um batom que fez um sucesso danado. E, temos que aproveitar agora os dias atuais. Mas, não queria que aquela Melissa acabasse.”

Tem muita gente que se vê na Melissa. Qual é o momento que a Paolla Oliveira se vê na personagem?

“Nossa, as pessoas se identificam com ela? Estou surpresa! Muito louco (risos). O que ela tem parecido comigo é o bom humor. Ela tem um humor acido. Costumo dizer, que na vida, temos que ter o bom humor sempre.”

Você estava com o cabelo mais escuro. E, agora ele está mais claro. Gostou do resultado?

“Gostei muito! Eu estava me amando morena. Todo mundo sabe que eu adoro mudar. Pra mim, não é sacrifício nenhum. Eu já fui loira. Mas, agora está diferente. Está mais longo. Tive bons profissionais para mudar. Essa mudança foi muito rápida. Mas, deu tudo certo. Demorei dois dias para mudar. Aliás, um dia inteiroooo e meio (risos). Cortei e colori.”

O personagem principal da trama é o ‘amor’. Você torce pela Melissa nessa nova fase?

“Torço sim! Eu acredito que as pessoas possam ser transformadas pelo amor. Então, eu acho que a Melissa também pode. Todos os lideres falam disso. Eu desejo que ela seja transformada pelo amor. Ela está tendo outra vida para ser transformada. Olha que loucura?.”

A Melissa era bem estilosa. Você tentou colocar algo dela em seu guarda-roupa?

“Roupa de época é um pouco difícil da gente pegar. Mas, coisa de figurino sempre fica. Ficam as cores e tal. Ela era muito do lilás para o rosa. E, eu incorporei isso.”

Após a trama, você já tem algum projeto engatilhado?

“Eu não sei ainda. As pessoas estão sempre querendo me emendar (risos).Mas, acho legal também ter uma pausa, um descanso. Acho que as pessoas gostam de ver você renovada.”

O que encanta você no texto da Elizabeth Jhin?

“Ela é sensível! Fora que ela é aberta. Ela conversa com os atores. E, isso ajuda muito. A sensibilidade dela me encanta muito. Até quando ela é ríspida, ela é sensível. Por isso que a Melissa veio tão carismática. A Elizabeth tem um sensibilidade para escrever que é encantadora.”

Para Paolla Oliveira, o amor vale tudo?

“O amor é tudo! Quando a gente falar de amor, agente pensa em amor de homem e mulher. Mas, o amor é universal. Ele está presente em tudo.”

Recentemente, o Vídeo Show reapresentou o seu Arquivo Confidencial. Você é uma pessoa muito sensível?

“É tudo emocionante para mim. Eu sou muito terrena. Eu sempre choro com esses quadros.”

O que você guarda dentro de si da Paolla de 10 anos atrás?

“Aquela Paolla do inicio é a essência. A gente aprende coisas, até se endurece um pouco. Mas, a essência tem que ser a mesma. A inquietude, a vontade de viver, a vontade de ser melhor e de fazer tudo com paixão. Essa essência é a mesma.”

Como você se vê daqui a trinta anos?

“Nossa, eu não me vejo. Eu sou muito do agora. Eu prefiro pensar no agora. Eu acho que é sempre melhor. Gosto de pensar a curto prazo. Pois você cria uma expectativa e não vive o hoje. E, não transforma de nada de agora para lá. Eu prefiro viver o hoje.”

Como está sendo a repercussão na rua? As pessoas querem bater na Melissa?

“Que nada! As pessoas amam a Melissa. Isso é impressionante. Dizem que se divertem. O máximo o que eu ouço é que ela merece umas palmadas.”

O estilo de Melissa hoje, tem um pouco de seu estilo?

“Tem sim! Ela é mais folk. Tem um pouco de tudo ali.”

CONFIRA A COLUNA COMPLETA DO ANDRÉ ROMANO

André RomanoPor André Romano
Contato: andreromanoo@gmail.com
Facebook: www.facebook.com/andre.romano.524
Twitter: twitter.com/romanoandre