James Akel | O caso de Daniela Beyruti no SBT e seu cargo de diretora

Daniela Beyruti

Vou começar dizendo que duas mega empresas, Votorantin e Bradesco não tem familiares dos donos em posição executiva. Tanto a Votorantin quanto o Bradesco tem as famílias em posição de Conselho e os executivos trabalhando e prestando contas.

Eis que Silvio Santos resolve colocar sua filha Daniela Beyruti no comando geral do SBT. Esta foi uma atitude errada de Silvio Santos. Ele pode ser maravilhoso e um excelente pai de família. Mas empresarialmente ele já errou e bastante.

Nem preciso citar o caso do Banco Panamericano. Estou me referindo ao SBT. Colocar a filha Daniela na posição de comando da emissora acaba jogando nas costas dela a responsabilidade pelo que acontece na emissora. Afinal não se pode dizer que o cargo de comando do SBT seja posição apenas decorativa. E nesta posição Daniela deixa bastante a desejar e nem é de agora.


Tem mais, dizer que o pai manda e ela não pode contraditar o pai, seria melhor que ela ficasse em casa. Cargo de comando de uma rede de tv nacional é coisa séria e demanda trabalho que requer conhecimento e precisa errar o menos possível em seu comando de emissora.

Exatamente sob comando de Daniela Beyruti o SBT perdeu grande ibope e acabou ficando bem atrás da TV Record. E olha que em matéria de entretenimento a TV Record deixa bastante a desejar.

Daniela Beyruti também tem contra sua administração o fato de ter uma programação toda enlatada no período da tarde, o que quer dizer que não gera emprego pra brasileiros.

As únicas coisas boas no entretenimento são a Praça e o Silvio, que são os dois mais antigos programas da história da tv. E em nenhum destes programas a Daniela tem nada a ver.

Podemos citar também o Ratinho que nada tem a ver com Daniela. Daniela comanda a emissora. E qual a estratégia de programação dela? Nenhuma ou quase nenhuma.

Ela comanda a emissora e qual a estratégia dela sobre a emissora pra pegar o ibope perdido pra TV Record? Nenhuma ou quase nenhuma.

Talvez um dia quem sabe seu comitê artístico lhe dê boas ideias pra ter ibope de novo e ser vice ganhando da TV Record. Mas até agora nada e nisto sua administração é responsável por tudo.

Nem vou falar de jornalismo porque, não por culpa de Daniela sua emissora tem uma relação estranha com o poder de Brasília no que se refere ao jornalismo.

Ou seja, se a gente for entender, a Daniela não sabe comandar o artístico pois se soubesse não estaria perdendo pra TV Record e não pode mexer no jornalismo, primeiro porque nada entende disto e depois porque o poder de Brasília tem mais poder sobre o jornalismo do SBT que a própria herdeira da emissora.

Seria bom Daniela se afastar da emissora e ficar apenas no Conselho auferindo os lucros que lhe aprouverem. Qualquer executivo que estivesse no lugar dela e tivesse tido uma administração igual a que ela fez já teria sido deixado pra trás.

Daniela não foi tirada do cargo por ser filha de Silvio e pode ficar no cargo mesmo não sabendo realizar um trabalho que se espera da disputa contra a outra emissora.

Por James Akel
www.facebook.com/jamesakel

*As opiniões expressas nesta coluna são de total responsabilidade de seu idealizador.

CONFIRA A COLUNA COMPLETA DE JAMES AKEL