Rafael Cardoso fala da segunda fase de Além do Tempo


Rafael Cardoso, que está no ar em Além do Tempo, onde interpreta o sonhador Felipe, conversou com o Observatório da Televisão e relatou o futuro do personagem nessa segunda fase na trama de Elizabeth Jhin.

Confira o papo:

O que você achou do desfecho da primeira fase de Além do Tempo?


“Vai emocionar muita gente. Foi bem dramático. Muito emocionante. Eu gostei bastante de ter feito.”

Muita gente comentou que essa cena será épica. Você achou isso?

“Foi bem legal. Foi algo épico sim. Acho que vai impactar o público. Nós ficamos felizes de fazer. Tomara que o público ache a mesma coisa.”

Tem cara de fim de novela?

“Não! Não tem o desfecho para todo mundo. É um corte na trama dos personagens principais. Essa mudança vai ser bem bacana. A equipe da autora Elizabeth Jhin está de parabéns. Eles conduziram a primeira fase como ninguém. Acho linda a maneira que eles estão conduzindo tudo. Eles estão de parabéns! Fico honrado de fazer parte desse projeto.”

Você esperava esse final trágico para os personagens?

“A gente já esperava. Eu já sabia um pouco do que iria acontecer. Mas, não da forma que foi. Enfim, vai ser bem legal. O interessante é a menineira que eles se reencontram.”

Como está sendo para você essa transição?

“Está sendo ótimo na verdade. Fiquei muito feliz em fazer dois personagens, que na verdade, é um só. Eles têm valores. Esse projeto está sendo uma oportunidade única em minha trajetória profissional.”

O que ele tem mais de diferente do Felipe da primeira fase?

“Acho que ele vem mais verdadeiro. Na verdade, ele sempre foi um cara verdadeiro. Por causa da época e tal, ele engolia muita coisa. Mas, agora ele fala mais na cara. Na verdade, ele vem para uma evolução espiritual. Acho que ele não tivesse morrido, tivesse evoluído. Mas, volta para fechar esse ciclo.”

Ele volta casado com a Melissa e pai de um menino. Esse romance fica mais difícil né?

“É uma situação que eu acho bem interessante. Pra ele, a vida já está perfeita. Só que, encontra a Lívia no meio do caminho e, tudo muda.”

Você já passou por alguma situação de que pensou já ter vivido?

“Déjà vu? Direto! Sempre tem um momento. Eu pelo menos (risos). A gente sabe muito menos, do que a gente acha que sabe.”

Curtiu esse novo visual?

“Deixamos o cabelo um pouco mais claro, mas com tom de ruivo. Ele vai ter uma barbinha. Eu tirei aquela barba enorme que ele tinha.”

No inicio da novela, você comentou que não acreditava em amor à primeira vista. E, sim, de reencontros. Para você mudou alguma coisa depois dessa primeira fase?

“Você não reconhece como amor à primeira vista. Mas, realmente acredito que seja um reencontro de outro lugar. Mas, amor à primeira vista não.”

A primeira fase da trama foi um sucesso. Você acha que agora aumenta a responsabilidade dessa segunda fase ser um sucesso?

“Olha, é uma experiência diferente. Estamos colocando uma nova trama no ar. Claro que a gente fica apreensivo como o público vai receber. Mas, está tudo muito bem construído. Acho que vai dar certo. Estamos fazendo com todo carinho do mundo.”

Como é ser galã e ter o assédio das mulheres?

“Isso é vocês que estão dizendo, né? (risos) Eu não encaro dessa forma, prefiro pensar nisso como mais um trabalho, mais um papel. Eu sou ator, hoje eu estou nesse lugar de galã, mas isso vai mudando. Mas entendo que vou acabar sendo visto como galã por algumas pessoas, tem a questão de ser o mocinho, o herói… Mas, para mim, é o mesmo trabalho fazer um protagonista, um coadjuvante, um vilão… O empenho é o mesmo, o trabalho de construção é sempre o mesmo, senão eu estaria renegando o meu trabalho. Mas é maravilhoso estar envolvido nesse projeto, que é incrível, gravar no Rio Grande do Sul, com essa temática histórica, de vinhos.”

Você é pai de uma menina que completou um ano recentemente, como consegue conciliar tudo?

“Eu acompanho cada passo. O que importa é fazer com que o tempo que a gente passa junto ser bem aproveitado. O tempo que eu estou junto eu faço questão de aproveitar de verdade, não fico olhando de longe. Estou ali, dando comida, dando banho, trocando fralda, curtindo mesmo. Pai para toda obra, com certeza! Tem de ser, né? Fazer é fácil, largar depois é fácil, o comprometimento depois é que faz a diferença. E eu acho bom demais!”

Quer ter mais filhos?

“Com certeza! Mas quando só o tempo vai dizer… Não sei, Deus é que sabe.”

Você é um cara de estilo. Você gosta de moda?

“Mais ou menos, não tenho muito afinco. Gosto de moda porque gosto de me vestir bem, mas não acompanho tudo o que está acontecendo, não. Vaidoso? Não sou muito, não, acho que na medida certa, tem que ser equilibrado.”

Além de ator, você é empresário. Como está sendo seu lado empresário. O restaurante no Rio de Janeiro é um sucesso, né?

“Está maravilhoso, estamos com o projeto de abrir um novo esse ano ainda. Acho que vamos abrir no Leblon ou Ipanema, ali naquele pedacinho do Rio. Eu sempre trabalhei com meu pai, que é empreendedor pra caramba, sempre tive que me virar e acabou ficando uma coisa genuína. Tem o lado ator, o restaurante, a reciclagem de resíduos, a produção de sacolas para recicláveis, tem esse projeto. Começando a plantar também, para fechar o ciclo… Temos que agradecer a terra que a gente usa tanto, né?”

Você acredita no espiritismo?

“Eu acredito, sempre acreditei. Acho que somos seres espirituais vivendo uma experiência humana, acho que é isso. Mas acho que o mais importante é você ser feliz!”

Você acredita em Karma e encarnação?

“Eu acredito em karma e encarnação. Não sou kardecista. Mas, sou espiritualista. Acredito bastante. Não sou praticante. Mas, o que importa é ser feliz! A vida é feita de escolhas”.

Como é o Rafael papai?

“Eu mudei bastante. Hoje, tudo o que eu faço é para a minha filha e para minha mulher. A minha família é a minha vida. Fora o trabalho, o que importa são elas. Eu sou aquele pai que dou banho, troco fralda e coloco para dormi. Faço comida para ela. Ela está com oito meses. Com a paternidade eu descobri que existe um amor que eu não conhecia. Eu achei que eu amava. Mas, com o nascimento da minha filha eu descobri que a gente mata e morre. Ela é muito agarrada comigo. Vou tentar não ser um pai ciumento (risos)”.

Em Babilônia, teve um boicote em relação ao beijo gay de duas senhoras. Como você recebeu essa noticia?

“Eu interpretei um gay no cinema e fui elogiado na época. Eu achei uma chatice o que aconteceu com Babilônia. Isso sempre existiu. O mundo está ai. Devemos respeitar as diferenças. Tem tanta coisa para o povo se preocupar. Tem gente roubando, matando com faca. Vamos se preocupar com o que importa. Acho uma chatice. Vai viver!”.

Você é um cara romântico?

“Eu sou um cara romântico. Eu mando flores. Eu gosto de uma boa história sim. De data eu sou mais esquecido. Lembro de algumas datas (risos). Mas, sou bem romântico”.

Além da trama, quais são seus novos projetos?

“Estou completamente focado na novela. Mas, tenho projeto para o teatro. Estou lendo algumas peças. Irei montar ano que vem. Após, o fim de Além do Tempo”.

CONFIRA A COLUNA COMPLETA DO ANDRÉ ROMANO

André RomanoPor André Romano
Contato: andreromanoo@gmail.com
Facebook: www.facebook.com/andre.romano.524
Twitter: twitter.com/romanoandre