Noveleira sim, e daí? | Puro Chiquê!

arlete-salles-Babilônia

Já disse isso várias vezes aqui, mas por mais que eu queira, por mais que eu tente não consigo assistir Babilônia. Tá difícil viu. Eu sou do tipo que precisa de novelas. E para vocês terem uma ideia eu gostei de Uga Uga, eu gostei daquela novela dos dinossauros – quem lembra? – Morde e Assopra – E por fim, eu gostei de uma novela que poucos vão lembrar que se chamava A Lua me disse – mas essa era porque o mocinho era o Wagner Moura e por ele (suspiros seguidos de “ai ai”)…. tudo!!! Eu gosto até de Chiquititas, tá?

Se eu tenho esse repertório tão vasto de novelas ruins que eu gostei, porque não consigo gostar de Babilônia? A colcha de retalhos da história me irrita….. (pausa dramática) PROFUNDAMENTE!!!!.

Me lembro que pouco antes da novela começar eu estava animada em ter Glória Pires e Adriana Esteves como duas vilãs. Elas são “maras” não tinha como dar errado, sabe o Titanic? Aquele navio que não afunda? então!!! Até escrevi textos elogiando os primeiros capítulos.


Assim como o Titanic que “deu de frente” com iceberg a novela Babilônia deu “deu de frente” com o moralismo (se falso ou não é outra história e não estou afim de participar dessa discussão) do público e começou a aparecer as reclamações, os boicotes, as teorias da conspiração e o autor foi obrigado a alterar a trama. Sim, foi obrigado, o cliente dele não queria desagradar a consumidor final e mudanças foram necessárias e a prostituta não podia ser prostituta, o casal não podia se beijar, o galã não foi aceito como gay, o cafetão teve que se redimir (o que não colou – porque o ator se dedicou tão bem ao personagem original que já não convencia mais como bom moço), a pegadora quer um homem só e o tempo todo a história foi sendo remendada que chega uma hora que já não dá mais.

É por isso que estão pipocando por aí notícias de que a recém lançada novela Além do Tempo conseguiu empatar no Ibope de Babilônia. E olha que é uma novela mais do mesmo. Mas tem uma fotografia linda, atores ótimos e um figurino impecável. Pena eu não conseguir assistir com frequência.

Agora o mais engraçado de tudo isso, é justamente o núcleo mais hipócrita, mas moralista, ser o que mais faz sucesso na novela. A Arlete Sales está excelente no papel Consuelo e as tiradas que ela dá são demais. O que muita gente não percebe é que os autores estão usando esse núcleo, o de sucesso, para criticar o público que não aceitou a novela. Na última entrevista que ela tentou com a Dira Paes ao perceber que a sua entrevistada queria apenas falar de assuntos sociais a Consuelo disse: “Não dá audiência, é muito realista! O povo não quer saber de coisas complicadas.”

Aí, doeu!!!! Pois é…. também acho fácil mais dizer que o “povo não quer”. O insucesso de Babilônia é um X-TUDO de acontecimentos e aí ficou indigesto.

Vamos iniciar a campanha #voltaimperador ??????

Por Geovana Capovilla
www.facebook.com/geovana.capovilla