Rafael Cardoso desabafa: “Com a paternidade eu descobri que existe um amor que eu não conhecia”

Rafael Cardoso

Rafael Cardoso, que dará vida ao mocinho Felipe em Além do Tempo, nova novela das seis da TV Globo, conversou com o Observatório da Televisão e revelou seu amor pela filha. “Com a paternidade eu descobri que existe um amor que eu não conhecia”, relatou o galã.

Confira a conversa:

Um Príncipe


“O Conde Felipe Castellini não é um príncipe. Ele é um ser humano. Ele é bem falho também. É um cara incrível. Mas, é falho. Como todo ser humano”.

Amor à primeira vista

“Eu acredito no amor. Não a primeira vista. Mas, em encontros. O que acontece com o meu personagem e o da Alinne Moraes é um reencontro de almas. Eles se olharam e se reconheceram. E, ai tem que ver o que vai dá”.

Diferença do Vicente com o Conde

“Poxa, o cara subiu de cargo (risos). O rapaz era chefe de cozinha e agora é Conde (risos). O povo vai ver diferença sim. Eu e o Conde temos pouca coisa em comum. Os cavalos que eu uso na novela são meus. Sou apaixonado por animais. Assim, como o personagem”.

Transição de 150 anos

“O meu personagem vai mudar muita coisa. Mas, a essência será a mesma. A alma é a mesma! Não sei de muita coisa. Ainda não tem nada escrito. Só a sinopse mesmo. Mas, tenho certeza que ele volta para aprender aquilo que ele não aprendeu”.

Carma e encarnação

“Eu acredito em carma e encarnação. Não sou kardecista. Mas, sou espiritualista. Acredito bastante. Não sou praticante. Mas, o que importa é ser feliz! A vida é feita de escolhas”.

Convite para o papel

“O convite surgiu quando eu ainda estava vivendo o Vicente em ‘Império’. Foi tudo bem conversado. E, eu aceitei de cara. Me apaixonei pelo projeto. Eu e o Papinha (Rogério Gomes) nem nos despedimos. Emendamos um trabalho no outro. Minhas férias foram de apenas 20 dias. Ainda estou descobrindo o Felipe. Eu não consigo ficar sem trabalhar. Por isso eu emendei um projeto no outro”.

Rafael papai

“Eu mudei bastante. Hoje, tudo o que eu faço é para a minha filha e para minha mulher. A minha família é a minha vida. Fora o trabalho, o que importa são elas. Eu sou aquele pai que dou banho, troco fralda e coloco para dormi. Faço comida para ela. Ela está com oito meses. Com a paternidade eu descobri que existe um amor que eu não conhecia. Eu achei que eu amava. Mas, com o nascimento da minha filha eu descobri que a gente mata e morre. Ela é muito agarrada comigo. Vou tentar não ser um pai ciumento (risos)”.

Diferença de personagem

“A diferença do Felipe para os outros personagens são as peculiaridades deles. Todos são seres humanos e cheios de diferenças. Ninguém é bom o tempo inteiro. E, isso conta na composição dos personagens. Cada um dos meus personagens tem um ponto positivo e um negativo. Eu pego por ai. Todos pecam”.

Boicote do beijo gay

“Eu interpretei um gay no cinema e fui elogiado na época. Eu achei uma chatice o que aconteceu com ‘Babilônia’. Isso sempre existiu. O mundo está ai. Devemos respeitar as diferenças. Tem tanta coisa para o povo se preocupar. Tem gente roubando, matando com faca. Vamos se preocupar com o que importa. Acho uma chatice. Vai viver!”.

Romantismo

“Eu sou um cara romântico. Eu mando flores. Eu gosto de uma boa história sim. De data eu sou mais esquecido. Lembro de algumas datas (risos). Mas, sou bem romântico”.

Projeto futuro

“Estou completamente focado na novela. Mas, tenho projeto para o teatro. Estou lendo algumas peças. Irei montar ano que vem. Após, o fim de Além do Tempo”.

André RomanoPor André Romano
Contato: andreromanoo@gmail.com
Facebook: www.facebook.com/andre.romano.524
Twitter: twitter.com/romanoandre