James Akel | A entrevista absurda de Mariana Godoy à TV Folha


Vi o vídeo de entrevista de Mariana Godoy ao TV Folha. Achei um absurdo. Pensei bastante se deveria escrever ou não.

Mas no caso nada tem a ver com tv mas sim com ética e postura além de falta de conhecimento da história do Brasil.

Mariana ficou 23 anos na TV Globo. Sempre recebeu em dia. Ficou zangada quando tiraram ela da TV aberta e colocaram na TV a cabo. É um direito dela.


Ela estava recebendo pra trabalhar e não pra escolher lugar. Então decidiu sair e ir trabalhar na RedeTV. Pra RedeTV foi bom por ter contratado alguém da TV Globo.

Mas parece que a Mariana perdeu a linha da discrição e resolveu atacar a TV Globo e mais objetivamente Ali Kamel, superintendente de jornalismo.

Então Mariana resolveu contar pra Folha que tudo que acontece no jornalismo da TV Globo é determinado por Ali Kamel.

Ora, a linha de jornalismo de uma emissora é definida pelo seu comandante de jornalismo que segue as linhas do dono.

Se é pra cada um fazer a pergunta que desejar a um entrevistado vira bagunça. E é uma atitude pouco madura atacar a TV Globo depois de 23 anos de comer e beber graças à TV Globo e só ter sido contratada pela RedeTV porque passou pela TV Globo.

E também contar bastidores do trabalho é ima indiscrição inaceitável. Mas teve coisa pior na entrevista de Mariana Godoy à Folha. Ela disse que gostaria de entrevistar a Dilma porque a Dilma combateu o terrorismo.

Uma jornalista que diz isto, que não sabe que Dilma foi guerrilheira terrorista ao lado do seu marido, demonstra uma ignorância rara.

Este vídeo está na web pra quem desejar ver. Se por acaso eu ouvi errado o que ela falou eu me desculpo de imediato por ter ouvido errado.

Se algum leitor que tenha visto a Mariana na TV Folha e tenha visto algo diferente do que eu vi, por favor me fale. Não quero cometer injustiças de maneira alguma.

Por James Akel
www.facebook.com/jamesakel

*As opiniões expressas nesta coluna são de total responsabilidade de seu idealizador.