Maria Casadevall defende sua vilã: “Ela é um ser humano!”

Maria Casadevall

Maria Casadevall, que dá vida a vilã Margot em I Love Paraisópolis, conversou com o Observatório da Televisão e revelou detalhes dessa personagem enigmática. Confira o papo:

Fale um pouco da personagem

“Margot é uma conceituada arquiteta e namorada de Benjamin (Maurício Destri). Mora em Nova York ao lado do namorado e sócio. Eles começam a novela de uma forma bem apaixonada. Eles criaram juntos um projeto para revitalizar a favela de Paraisópolis. Quando eles vêm para o Brasil e o núcleo da favela atravessa a vida deles, todo esse sentimento mudará. O então namorado, irá se apaixonar pela mocinha da comunidade. Isso vai acabar sendo um trauma para ela. Eles tinham uma vida toda projetada. Até, o inesperado acontecer. Ela perde o namorado e irá fazer de tudo para conquista-lo novamente. Eles viviam uma linda história de amor. Viviam juntos, se formaram juntos. Até, o coração falar mais alto. É tudo  muitoooo inesperado”.


Ela é a grande vilã da trama?

“Ela é um ser humano. Isso me pegou muito. Ela é muito intensa. E, a relação dos dois era muito verdadeira. A dor dela é muito grande. E, apronta muito para prejudicar a Mari (Bruna Marquezine). Mas, ela faz isso tudo pensado. Para reconquistar o cara que ela realmente ama. Eu a acho muito cheia de nuances. Muito humana. Estou adorando fazer a Margot”.

Patrícia X Margot

“A Margot é muito mais introspectiva do que a Patrícia de Amor à Vida. Ela é uma mulher mais madura e a dor dela é bem silenciosa”.

Convite

“Assim que eu terminei de gravar a primeira temporada da Lili, a ex, que foi exibido no canal a cabo GNT, eu recebi o convite da novela. Aceitei na hora. Quando terminar de gravar a trama, eu terei apenas 15 dias de férias, depois irei à segunda temporada da ‘Lili’, que estreia no inicio de 2016. Eu sou apaixonada pela Lili. Aproveitando o ensejo, eu lanço no segundo semestre o filme No retrovisor, que tem o querido do Marcelo Serrado no elenco. É isso.”.

Visual

“O cabelo é meu! Eu comprei, é meu (risos). Eu amei o resultado. Eu sempre fui careca. Sempre tive o cabelo de criança. Sempre foi ralinho. Achei o máximo o resultado final. Estou me sentindo um mulherãooooo. O aplique é mais para dar esse peso. Pois, ele é bem fininho. Eu escureci um pouquinho só. Para ficar mais a cara da Margot. A cor natural das minhas madeixas é castanho clarinho. Tenho adorado me ver no espelho ( faz cara de diva)”.

Ícone da moda

“Eu não me considero esse ícone fashion que as pessoas falam. Muita gente comenta que eu tenho estilo. Fico até sem graça com isso. Eu entendo nada de estilo. Eu estou com uma estilista incrível, que me veste há alguns anos. Ela é incrível. Ela captou o meu espirito e me visto muito por isso. Eu não ligo para marcas e tal. Eu quero me vestir bem. É isso”.

O que você faria na situação da Margot?

“Eu até me arrepio de pensar. Na época de ‘Amor à Vida’, muita gente me perguntava a minha reação a respeito de uma traição. Eu acho que a minha dor é muito mais silenciosa do que a da Patrícia. Me identifico com a Margot. A minha dor é mais para dentro. Eu não sei como responder essa questão. Se eu fosse traída, eu me calaria por completo e entenderia que deve ser assim e seguiria a minha jornada. Não bateria na mesma tecla”.

E, seu relacionamento com o Caio Castro?

“Eu sou uma pessoa extremante tímida. E, torno público, o que realmente deve ser público. Minha vida pessoal diz respeito a mim”.

André RomanoPor André Romano
Contato: andreromanoo@gmail.com
Facebook: www.facebook.com/andre.romano.524
Twitter: twitter.com/romanoandre