Aos 52 anos, Debora Bloch revela os seus segredos de beleza: “Eu como de tudo”

Debora Bloch
Debora Bloch (Divulgação)

Debora Bloch, que está no ar em Sete vidas, onde dá vida a indecisa Lígia, conversou com o Observatório da Televisão e falou um pouco da reta final da novela de Lícia Manzo e revelou os seus segredos de beleza. “Eu como de tudo. Mas, como saudavelmente. Evito comer na rua e tal. E eu trabalho com a imagem, né? O figurino tem que caber do início ao fim da novela, senão é um prejuízo”, relatou a profissional.

Confira o papo:

Encanto pelo texto


“O texto da Lícia Manzo é muito contemporâneo. O texto dela é muito maduro a respeito de tudo que está acontecendo em nossa sociedade em geral. Sua escrita é muito para o ator. Ela faz diálogos incríveis. E, isso exige bastante do profissional. Que trabalhe bem o texto. O texto dela é muito prazeroso. Estou muito feliz em fazer parte desse projeto”.

Final de Sete Vidas

“Eu não tenho a menor ideia do final da Lígia. O final feliz seria ela junto com o Miguel (Domingos Montagner). Entretanto, parece que é meio difícil isso acontecer (risos)”.

Consagrada

“Eu já fiz tantos trabalhos na TV. E, para mim tudo é igual. Protagonista ou antagonista. A dedicação é a mesma. O meu compromisso com o trabalha é sempre o mesmo. Eu olho para todos os meus personagens como protagonistas”.

O carinho do público

“As pessoas sempre cobram a minha presença na TV. Mesmo fazendo teatro, o público sempre fala: ‘Você está de férias?’. As pessoas acham que quando você não está na novela está de  férias (risos). As vezes, você está trabalhando muito mais. Fico feliz com o carinho do telespectador”.

Descanso

“Depois da novela eu irei dá uma descansada. Vou visitar a minha filha que está morando em Nova York. E, quando voltar, vou produzir e protagonizar um espetáculo de um escritor americano. Estou levantando a produção para estrear ainda esse ano. O nome da montagem é ‘Os Realistas’. Estarei fora da televisão até o próximo convite”.

Saúde

“Hoje cedo eu corri antes vir para o Projac. Quando eu era garota meu sonho era ser bailarina. Fiz balé desde muito pequena. Eu gosto muito de fazer exercícios. Eu sinto falta quando eu não faço. Para algumas pessoas o treino é uma obrigação. Para mim, é o contrario. Isso é o meu hábito. Eu trago a minha marmita para o Projac sempre. Sou bem disciplinada em relação a isso. Eu como de tudo. Mas, como saudavelmente. Evito comer na rua e tal. E eu trabalho com a imagem, né? O figurino tem que caber do início ao fim da novela, senão é um prejuízo. Eu corro e faço pilates. Me cobro muito em relação aos meus treinos e ao meu bem-estar”.

Pai

“Meu pai (Jonas Bloch) vai entrar na novela nessa reta final. Ele vai fazer uma participação. Estou muito feliz! Eu nunca fiz nada com o meu pai. Até o momento, não iremos contracenar juntos. A única coisa que fizemos juntos foi publicidade e só. Isso é meio engraçado”.

Celebridade

“Não me incomodo com os paparazzi. Não sou muito seguida por eles. Eu evito ir à praia. É estranho uma pessoa ficar de clicando, te espionando, te vigiando, enfim. Mas, isso não é um problema para mim”.

Ninho vazio

“Foi muito difícil quando a minha filha foi morar fora. Sofri bastante. Sou muito ligada nos meus filhos. A prioridade são meus filhos. Quando ela saiu de casa foi muito difícil. Ela está a dois anos morando em Nova York. Meu filho pretende seguir o mesmo caminho da irmã mais velha”.

Violência

“Estou muito preocupada com tudo que está acontecendo no Rio de Janeiro. Essa violência é inaceitável. Meu filho já foi assaltado várias vezes. A gente está muito atrasado em muitos assuntos. E, não só nesse. A questão fundamental que o país está mais atrasado é a educação. A partir dai, tudo fica muito difícil”.

André RomanoPor André Romano
Contato: andreromanoo@gmail.com
Facebook: www.facebook.com/andre.romano.524
Twitter: twitter.com/romanoandre