James Akel | Faltou complemento ao programa de Cabrini


cabrini jean

O programa de domingo (05) de Cabrini, no SBT, poderia ser completo mas infelizmente deixou a desejar no complemento que poderia ser mostrado. Ao dar espaço a Jean Wyllys, deputado que foi eleito por ter aparecido no BBB e defender a causa gay, faltou informação complementar a ser passada.

Cabrini deveria ter mostrado o vídeo onde Clovovil foi convidado a participar da defesa de orgulho gay e a resposta que Clodovil deu a esta turma do Wyllys, que é uma turma de esquerdistas que usa os gays pra provocar a sociedade da classe média num desnecessário enfrentamento de classes.


Clodovil disse no vídeo que deveria ser mostrado que jamais participaria de uma passeata gay e que ele em tempo algum sofreu preconceito. Poderia ter levado Ronaldo Ésper que ouviria dele a mesma coisa.

E poderia ter levado outros gays que exercem seu trabalho e jamais foram prejudicados por serem gays. Esta história de preconceito é puro jogo de cena pra plateia pra ter voto de Wyllys e gerar luta de classes contra a classe média pra poder transformar o Brasil em comunismo.

A ignorância histórica de Jean Wyllys vai a tal ponto que ele venera Che Guevara e Che Guevara matava gays em Cuba pois era homofóbico. Ou seja, Wyllys faz parte do movimento comunista que quer acabar com a classe média.

Quanto ao momento do programa que mostrou gays que sofreram agressões, isto faz parte do lado violento da sociedade, da psicopatia de pessoas assim como homens que batem em mulheres em casa ou grupos de jovens que batem em velhos nas ruas.

Esta parte é a psicopatia da sociedade que se fosse pra ser mostrada deveria ser mostrada na totalidade e não apenas no lado da agressão contra gays. Existem psicopatas pra bater em mulher, em velhos, em crianças, em mendigos de rua e também em negros e gays. A psicopatia nem é apenas contra gays.

Pela primeira vez vi um programa do Cabrini que deixou bastante a desejar mas nem por isto vou deixar de admirar sua competência e desenvolvimento.

Por James Akel
www.facebook.com/jamesakel

*As opiniões expressas nesta coluna são de total responsabilidade de seu idealizador.